Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8151
Título: Avaliação da resistência ao cisalhamento por extrusão, push-out, de pinos de fibra de vidro cimentados à dentina radicular de dente bovinos com diferentes cimentos resinosos - estudo 'in vitro'
Autor(es): Daleprane, Bruno
Orientador: Batitucci, Eduardo
Coorientador: Batitucci, Maria Hermenegilda Grasselli
Data do documento: 17-Dez-2010
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: DALEPRANE, Bruno. Avaliação da resistência ao cisalhamento por extrusão, push-out, de pinos de fibra de vidro cimentados à dentina radicular de dente bovinos com diferentes cimentos resinosos - estudo 'in vitro'. 2010. 86 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Odontológicas) - Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Ciências da Saúde.
Resumo: Devido a necessidade do conhecimento sobre a resistência de união dos agentes cimentantes resinosos empregados para retenção de pinos intra-radiculares, este estudo in-vitro, teve o objetivo de avaliar a adesão de diferentes cimentos resinosos as paredes dos condutos radiculares, proveniente da cimentação adesiva de pinos de fibra de vidro, verificando a resistência de união, pelo teste de push-out, nas diferentes regiões do canal. Para esse estudo foram utilizados 36 raízes de dentes bovinos divididos em 3 grupos, onde foram cimentados Pinos de Fibra de Vidro Reforpost n º 3, para o Grupo A: usou PanaviaF/ ED Primer , Grupo B: RelyX ARC/ Scotchbond Multi-plus e Grupo C: RelyX Unicem , feita a cimentação dos pinos os espécimes foram preparados para ensaio mecânico de push-out nos diferentes terços radiculares. Para analise estatistica utilizou-se o metodo de Kruskal Wallis para comparação das medias e para identificar os Grupos que diferem dentro de cada terço usou-se o teste de Mann Whitney., encontramos que para todos os grupos a força adesiva no terço cervical foram semelhante, para o terço médio o Grupo B e C foram estatisticamente semelhantes e ambos superiores ao Grupo A, e para o terço apical o Grupos B foi superior ao Grupo A e ambos apresentaram valores menores que o Grupo C, que teve uma uniformidade na qualidade adesivas nas diferentes profundidades da raiz, já o grupo A foi apresentou melhores valores no terço cervical, sendo os terços médio e apical semelhantes e ambos inferiores ao terço cervical e para o grupo B o terço cervical foi superior ao apical e ambos semelhantes ao terço médio (p≤0,05). Concluímos com o estudo que o tipo de cimento utilizado influenciou na qualidade adesiva, sendo que aqueles que necessitam de tratamento dentinário prévio a adesão foram influenciados pela profundidade do canal, diminuindo a adesão ao se aproximar das regiões mais apicais, diferentemente do cimento auto-adesivo que apresentou valores de adesão uniforme.
Due to the need for knowledge of the strength of the union of the agents of the resin cements used to-retain the intracanal post, this in-vitro study aimed to evaluate the union of different resin cements to the root canal walls, from the adhesive cementation of fiber glass post, verifying the union by the resistance to the “push-out” test in different regions of the canal. For this study, we used roots of 36 bovine teeth divided into three groups, which were cemented Fiberglass Reforpost no 3 pins. Group A: Panavia F / ED Primer, Group B: RelyX ARC/ Scotchbond Multi-Purpose Plus and Group C: RelyX Unicem. After cementation, specimens were prepared for mechanical testing of “push-out” in different radicular thirds. For statistical analysis, we used the Kruskal Wallis method and for comparing means and to identify groups that differ in each third the Mann Whitney test was used. It was found that for all groups, the cervical third bond strength was similar, whereas for the middle third of the group B and C were statistically similar and both higher than in Group A, and the apical the Group B was superior to both Group A and the lower values of Group C. When comparing this force within each group, it observed that Group C had a uniform bond strength at different depths of root, since the Group A has the best value in the cervical third, and the middle thirds apical and similar to group B and the third cervical was superior to both apical and similar to a medium (p≤0,05). We conclude with a study that the type of cement used influenced the bond strength. Those cementation systems requiring treatment prior to cementation dentin, there was influence the depth of the canal, giving rise to reduced strength of adhesion to approaching the most the apical region, unlike that of cement adhesive presented value for uniform adhesion.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8151
Aparece nas coleções:PPGCO - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_4380_DISSERTAÇÃO BRUNO DALEPRANE 2010.pdf2.11 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.