Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8156
Título: Incidência de fratura em coroas totais cerâmicas em grupos de pacientes com diferentes padrões de desgaste destrutivo crônico : 1 a 120 meses de acompanhamento clínico
Autor(es): Viana, Ana Amélia de Faria
Orientador: Guerra, Selva Maria Gonçalves
Palavras-chave: Estudos clínicos longitudinais
Cerâmicas odontológicas
Longitudinal clinical trials
Single crowns
Dental ceramics
Data do documento: 26-Ago-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: VIANA, Ana Amélia de Faria. Incidência de fratura em coroas totais cerâmicas em grupos de pacientes com diferentes padrões de desgaste destrutivo crônico: 1 a 120 meses de acompanhamento clínico. 2011. 112 f. Dissertação (Mestrado em Clínica Odontológica) - Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Ciências da Saúde.
Resumo: As cerâmicas odontológicas são os principais materiais na arte da reconstrução estética dos elementos dentários. Este estudo constituiu-se de uma pesquisa observacional longitudinal retrospectiva de uma série de casos, com abordagem quantitativa, originada em uma clínica odontológica privada em Vitória/ES. O objetivo foi o de identificar a incidência de fraturas entre coroas unitárias totais cerâmicas, com e sem reforço estrutural da coroa protética. Bem como, seu desempenho clínico, a curto e em longo prazo, sob o efeito das variações individuais e clínicas que influenciaram nesses resultados. Por meio de prontuários clínicos, radiografias e fotografias digitais, 112 coroas protéticas, de 43 indivíduos foram analisadas retrospectivamente, em um intervalo de 120 meses (10 anos). Foram identificadas 10 fraturas nesse período. As fraturas se distribuíram igualmente entre os gêneros (n=5), em maior número entre as pessoas na faixa etária de 40 a 49 anos; entre os casados; entre aquelas que exerciam funções no setor privado e que apresentavam sinais clínicos de desgaste dental. Em relação às variáveis clínicas, as fraturas foram mais frequentes entre os elementos molares; em dentes vitais; em coroas com reforço da infraestrutura em óxido de alumínio; e entre aquelas em função até 36 meses. As 112 coroas unitárias totais cerâmicas observadas apresentaram um sucesso clínico de 91,1%. Concluímos que os sistemas cerâmicos indicados tiveram melhor desempenho clínico na análise de longo prazo (acima de 36 meses a 120 meses) que na análise de curto prazo. Considerados como boas alternativas na reabilitação de pacientes com características clínicas sugestivas de parafunção.
The dental ceramics are the main materials in science and art of aesthetic reconstruction of teeth. This study consisted of retrospective longitudinal observation, with a quantitative approach, of a series of cases which originated in a private dental practice in Vitória, ES. The aim was to identify the incidence of fracture of total ceramic crowns among groups of individuals with different patterns of worn dentition. As well, the effect of individual and clinical variables that influenced in these results. Through medical records, radiographs and digital photographs, 112 of prosthetic crowns, from 43 subjects were analyzed retrospectively, in a range of 120 months. Among the analyzed crowns were observed 10 catastrophic fractures. Equally distributed among the genders; more frequent among people aged 40 to 49 years old; among those individuals were married; among those employed in the private sector and among those with clinical signs of worn dentition. About the intraoral location and dental vitality, there was a higher incidence among the molars and vital teeth. Among the different ceramic systems were studied, crowns on infiltrated glass ceramic (InCeram alumina/Vita®) had the highest incidence. In relation to the time in function, the incidence was higher in a short-term than the long-term analysis. It was concluded that the incidence of fracture was small among the crowns of these research. The ceramic systems were considered as alternative in the oral rehabilitation of individual, even with clinical features suggestive of parafunction due the clinical performance observed in the long-term analysis.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8156
Aparece nas coleções:PPGCO - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_4937_DISSERTAÇÃO ANA AMÉLIA.pdf7.07 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.