Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8188
Título: Análise da expressão de Patched e distribuição de mastócitos em tumores odontogênicos ceratocísticos
Autor(es): Milholli, Ana Flávia Lagassa
Orientador: Coburn, Karla Loureiro Almeida
Coorientador: Barros, Liliana Aparecida Pimenta de
Palavras-chave: Mastócitos
Keratocystic Odontogenic Tumor
Patched
Data do documento: 18-Dez-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: MILHOLLI, Ana Flávia Lagassa. Análise da expressão de Patched e distribuição de mastócitos em tumores odontogênicos ceratocísticos. 2014. 105 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Clínica Odontológica) - Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Ciências da Saúde.
Resumo: O Tumor Odontogênico Ceratocístico (KCOT) é um tumor benigno intraósseo, que exibe um comportamento agressivo, com tendência à destruição local, potencial infiltrativo e recidivante. O KCOT também é uma das manifestações da Síndrome do Carcinoma Nevóide Basocelular (NBCCS). Evidências mostram que o gene patched pode ser um significante fator no desenvolvimento de KCOTs, por ter sua atividade inativada. O objetivo deste estudo foi realizar uma análise comparativa entre os KCOTs de ocorrência isolada e sindrômica, verificando o padrão de expressão da proteína Patched e o padrão de distribuição de mastócitos. Vinte e oito espécimes de KCOTs registrados no Serviço de Anatomia Patológica (SAP) do curso de Odontologia da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) durante o período 2004-2012 foram submetidos à técnica imunohistoquímica para detecção da proteína Patched e corados com Alcian Blue para detecção de mastócitos. Características histopatológicas foram avaliadas. Todos os dados clínicos (gênero, idade, etnia e localização da lesão) foram obtidos dos arquivos. Para análise imunohistoquímica um escore foi adotado. Quanto à expressão quantitativa de patched, encontramos que 77,77% dos KCOTs (sindrômicos e não sindrômicos) apresentaram imunomarcação de escore 4 (entre 76% e 100% de células marcadas). As camadas epiteliais basais e intermediárias constituíram maior marcação quando comparadas à camada superficial. Apenas marcação citoplasmática foi encontrada. As características histopatológicas foram mais evidentes nos tumores sindrômicos, porém, não houve diferença significativa na média de mastócitos encontrada para tumores sindrômicos e não-sindrômicos. Sendo assim, nossos resultados demonstraram uma forte expressão epitelial de Patched em KCOTs, sugerindo que esta proteína parece ser importante para a patogênese destes tumores.
The Keratocystic Odontogenic Tumor (KCOT) is an intraosseous benign tumor, which displays aggressive behavior, with a tendency to local destruction and infiltrative and recurrent potential. It is also one of the manifestations of the Nevoid Basal Cell Carcinoma Syndrome (NBCCS). Evidence shows that the patched gene may be a significant factor in the development of KCOTs by having their activity inactivated. The aim of this study was to perform a comparative analysis between sporadic and syndromic KCOTs by checking the expression pattern of Patched protein and the distribution pattern of mast cells. Twenty-eight specimens of KCOTs recorded in Anatomic Pathology Service (SAP) of the School of Dentistry of the Federal University of Espirito Santo (UFES) during the period 2004-2012 were submitted to immunohistochemical technique to detect Patched protein and stained with Alcian Blue to detect mast cells. Histopathologic features were evaluated. All clinical data (gender, age, ethnicity and location of the lesion) were obtained from the files. For immunohistochemical analysis a score was adopted. Regarding the quantitative expression of patched, we found that 77.77% of KCOTs (syndromic and non-syndromic) showed immunostaining score of 4 (between 76% and 100% of cells stained). The basal and intermediate epithelial layers comprised most of staining compared to the surperficial layer. Only cytoplasmic staining was found. The histopathologic features were more evident in syndromic tumors, however, there was no significant difference in mean mast cells found to syndromic and non-syndromic tumors. Therefore, our findings demonstrated a strong epithelial expression of Patched in KCOTs, suggesting that this protein seems to be important for the pathogenesis of these tumors.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8188
Aparece nas coleções:PPGCO - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_8446_DISSERTAÇÃO ANA FLÁVIA.pdf4.99 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.