Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8195
Título: Relação entre fatores sociodemográficos e o impacto da saúde bucal na qualidade de vida de gestantes usuárias do SUS
Autor(es): Sakugawa, Keiko Oliveira
Orientador: Pacheco, Karina Tonini dos Santos
Palavras-chave: Saúde materno-infantil
Qualidade da assistência à saúde
Assistência odontológica
Maternal and child health
Quality of health care
Dental care
Data do documento: 8-Out-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SAKUGAWA, Keiko Oliveira. Relação entre fatores sociodemográficos e o impacto da saúde bucal na qualidade de vida de gestantes usuárias do SUS. 2015. 90 f. Dissertação (Mestrado em Clínica Odontológica) - Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Ciências da Saúde.
Resumo: A influência da saúde bucal na qualidade de vida relaciona-se a fatores pessoais e sociodemográficos que afetam percepções, sentidos e comportamentos. O objetivo desse estudo foi analisar a relação entre fatores sociodemográficos e o impacto da saúde bucal na qualidade de vida de gestantes usuárias do Sistema Único de Saúde da Região Metropolitana da Grande Vitória (RMGV) e da Microrregião de São Mateus (MRSM), Espírito Santo, Brasil. Trata-se de dois estudos epidemiológicos observacionais seccionais, com 1035 gestantes da RMGV e 742 da MRSM. Um questionário estruturado e previamente testado coletou variáveis sociodemográficas e o Oral Health Impact Profile (OHIP-14) avaliou o impacto da saúde bucal na qualidade de vida. Realizou-se a análise estatística pelo teste Qui-quadrado e pela regressão logística múltipla, ambos com significância de 5%. Verificou-se que a região de residência influenciou no impacto da saúde bucal na qualidade de vida das mulheres (MRSM=5,8% vs. RMGV=8,8%, p=0,018), destacando-se a dimensão desconforto psicológico (MRSM=2,8% vs. RMGV=4,7%, p=0,042). Na RMGV, quanto maior a escolaridade, menos frequente o impacto (52,5% sem impacto vs. 36,3% com impacto, para mulheres com nove anos ou mais de estudo, p=0,010) e realizar consulta odontológica associou-se ao impacto (28,1% sem impacto vs. 48,4% com impacto, p=0,000). Quanto maior a escolaridade, menor a chance de a gestante apresentar impacto (OR=0,253; IC95%=0,161-0,397), assim como quando realizam mais consultas pré-natal (OR=0,480; IC95%=0,295-0,780) e quando possuem companheiro (OR=0,379; IC95%=0,255-0,563). Deve-se considerar os fatores sociodemográficos no planejamento das ações em saúde bucal para gestantes, dada sua influência na qualidade de vida.
The influence of oral health on the quality of life relates to the personal and sociodemographic factors affecting perceptions, senses and behaviors. The aim of this study was to examined the relationship between sociodemographic factors and the impact of oral health in the quality of life of pregnant women users of the Brazil's Unified Health System of the Metropolitan Region of Grande Vitória (RMGV) and the microregion of São Mateus (MRSM), Espírito Santo. These are two sectional observational epidemiological studies with 1,035 pregnant women from RMGV and 742 from MRSM. A structured, pre-tested questionnaire collected the sociodemographic variables and the Oral Health Impact Profile (OHIP-14) evaluated the impact of oral health on the quality of life. Statistical analyses using the chi-square and multiple logistic regression tests were performed, both with significance levels of 5%. The region of residence influenced women's impact of oral health on the quality of life (MRSM=5.8% vs. RMGV=8.8%, p=0.018), highlighting the dimension "psychological discomfort" (MRSM=2.8% vs.RMGV=4.7%, p=0.042). The higher the educational level, the less chance of the pregnant woman having an impact (OR=0.253, 95% CI=0161-0.397), as well as when making more prenatal consultations (OR=0.480, 95% CI=0.295-0.780) and when having a companion (OR=0.379, 95% CI=0.255-.563). Health authorities must address sociodemographic factors when planning interventions on oral health for pregnant women, given their influence on the quality of life.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8195
Aparece nas coleções:PPGCO - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9287_KOSrevisado.pdf1.92 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.