Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8273
Título: Estruturação Genética de Simothraulopsis diamantinensis Mariano, 2010. (EPHEMEROPTERA: LEPTOPHLEBIIDAE)
Autor(es): ALMEIDA, T. B.
Orientador: SALLES, F. F.
Coorientador: PARESQUE, R.
Palavras-chave: Filogeografia
distribuição disjunta
fluxo gênico
estrutur
Data do documento: 16-Ago-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: ALMEIDA, T. B., Estruturação Genética de Simothraulopsis diamantinensis Mariano, 2010. (EPHEMEROPTERA: LEPTOPHLEBIIDAE)
Resumo: Simothraulopsis Demoulin (1960) pertence à família Leptophlebiidae e é composto por nove espécies endêmicas da região Neotropical. Atualmente os registros de ocorrência de Simothraulopsis diamantinensis Mariano (2010) mostram uma distribuição disjunta, podendo ser encontrada no Estado do Espírito Santo, em Minas Gerais (na Serra do Cipó) e na Bahia (na Chapada Diamantina). Neste trabalho buscou-se obter os padrões da variação genética para S. diamantinensis e relacioná-los aos eventos passados em um contexto filogeográfico. Foram usadas sequências de duas regiões do gene mitocondrial: COI e COII de 57 e 61 indivíduos, respectivamente. Para isso foram conduzidas análises de diversidade genética, estruturação geográfica e história demográfica. Os resultados de diversidade genética e estrutura geográfica revelaram uma forte estruturação das populações de S. diamantinensis, que foram subdivididas em: (Vale do Capão + Serra do Cipó, Lençóis, Mucugê, Santa Teresa, Norte do Espírito Santo e Alegre), além disso os altos valores de Fst encontrados demonstraram que várias populações estão isoladas umas das outras e já não existe mais fluxo gênico entre elas. Os resultados de história demográfica sugerem que o padrão de diversificação encontrado para a espécie teve influência do Último Máximo Glacial, entretanto existe a possibilidade de ter ocorrido marcos que coincidam eventos geológicos e climáticos influenciando a diversificação, no mesmo tempo e espaço, que podem ter sido apagados por assinaturas genéticas mais recentes.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8273
Aparece nas coleções:PPGBT - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10180_58 - Taís BArbosa Almeida20170912-84029.pdf1.41 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.