Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8290
Título: Estudo morfológico comparativo de gametas femininos em populações de Astyanax cf. intermedius Eigenmann, 1908 (Ostariophysi: Characiformes: Characidae) de rios do Norte do Espírito Santo e Sul da Bahia
Autor(es): BEVITORIO, L. Z.
Orientador: Monteiro, J. C.
Coorientador: INGENITO, L. F. S.
Palavras-chave: Ovócitos
piabas
ultraestrututura
microscopia de luz
regi
Data do documento: 3-Abr-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: BEVITORIO, L. Z., Estudo morfológico comparativo de gametas femininos em populações de Astyanax cf. intermedius Eigenmann, 1908 (Ostariophysi: Characiformes: Characidae) de rios do Norte do Espírito Santo e Sul da Bahia
Resumo: As espécies pertencentes ao gênero Astyanax são, em geral, similares morfologicamente e sua separação tem sido historicamente difícil. Atualmente, a monofilia do gênero é amplamente rejeitada. Além disso, foram observadas variações morfológicas entre populações de Astyanax intermedius, provenientes de drenagens costeiras do norte do Espírito Santo e rio Mucuri/BA. Além dos caracteres morfológicos tradicionais, características dos gametas mostram grande variabilidade e têm sido estudadas em Characiformes. Sendo assim, nesse estudo comparou-se a morfologia e ultraestrutura dos ovócitos de seis populações de piabas, tradicionalmente identificadas como A. cf. intermedius, provenientes de quatro drenagens costeiras do norte do Espírito Santo e do sul da Bahia, utilizando técnicas de microscopia de luz e microscopia eletrônica de varredura. Fêmeas sexualmente maduras foram coletadas através de métodos tradicionais entre os meses de novembro de 2015 a janeiro de 2016. As análises morfométricas dos gametas foram realizadas utilizando o software Image-Pro Plus. O diâmetro dos ovócitos e a profundidade e diâmetros interno e externo da micrópila não presentaram alterações significativas, exceto a altura da zona radiata, que aumentou significativamente na população do rio Mucuri (p<0,05). Análises histoquímicas de carboidratos mostraram características ovocitárias similares entre as populações. A superfície da região micropilar e microvilosidades presentes na membrana plasmática apresentaram variações morfológicas entre as populações, entre indivíduos de uma mesma população, e ainda em um mesmo indivíduo. As variações observadas podem estar relacionadas à plasticidade fenotípica e/ou polimorfismo. Além disso, a população do rio Mucuri possivelmente compreende uma espécie distinta ainda não descrita. No entanto, estudos moleculares, citogenéticos e morfológicos se fazem necessários, a fim de contribuir com a elucidação do status taxonômico entre as populações de A. cf. intermedius.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8290
Aparece nas coleções:PPGBT - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10801_Divulgação de Defesa-Lorena Ziviani.pdf219.01 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.