Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8303
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorFalqueto, Antelmo Ralph-
dc.date.accessioned2018-08-01T23:27:12Z-
dc.date.available2018-08-01-
dc.date.available2018-08-01T23:27:12Z-
dc.identifier.citationSOUZA, André Felipe Costa. Efeito do selênio (Se) sobre o aparato fotossintético de Billbergia zebrina (Herbet) Lindley (Bromeliaceae) in vitro e sua ação atenuante frente ao estresse por zinco (Zn). 2018. 74 f. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade tropical) - Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Tropical, Universidade Federal do Espírito Santo, Centro Universitário Norte do Espírito Santo, São Mateus, 2018.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/8303-
dc.subjectCultivo in vitropor
dc.subjectFluorescência da clorofila apor
dc.subjectAparato fotossintéticopor
dc.subjectBromeliadeng
dc.subjectChlorophyll a fluorescenceeng
dc.subjectPhotosynthetic apparatuseng
dc.subjectIn vitro cultureeng
dc.subjectPlant physiologyeng
dc.titleEfeito do selênio (Se) sobre o aparato fotossintético de Billbergia zebrina (Herbet) Lindley (Bromeliaceae) in vitro e sua ação atenuante frente ao estresse por zinco (Zn)por
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc502-
dc.subject.br-rjbnBroméliapor
dc.subject.br-rjbnFisiologia vegetalpor
dc.subject.br-rjfgvbFluorescênciapor
dc.subject.br-rjfgvbClorofilapor
dcterms.abstractApesar dos efeitos benéficos, o selênio (Se) não é um elemento essencial para as plantas e seus mecanismos de ação ainda não estão claros. O zinco (Zn), por sua vez, é um micronutriente essencial envolvido em várias funções celulares. O excesso de Zn pode ser tóxico para as plantas e o Se, por meio de diferentes mecanismos de desintoxicação, tem sido citado como um atenuante aos efeitos deletérios de fatores abióticos como os metais pesados. Neste contexto, propô-se caracterizar a ação do Se sobre o aparato fotossintético de Bilbergia zebrina (Herbert) Lindley e sua potencial ação atenuante frente ao excesso e escassez de Zn in vitro. No primeiro experimento, brotos laterais de B. zebrina foram cultivados em meio MS com diferentes concentrações de Se (0, 2, 4 e 16 μM). Avaliou-se, após 75 dias, a concentração de pigmentos fotossintéticos, produção de biomassa e fluorescência de clorofila a. Esse estudo demonstrou que, em baixas concentrações (4 μM), o Se aumenta capacidade potencial de conservação de energia do aparato fotossintético, mantém as reações de transporte de energia do FSII e melhora a dinâmica de transporte de elétrons entre o intersistema e o FSI. Ainda assim, observou-se que B. zebrina não tolera concentrações iguais ou superiores a 16 μM de Se, apresentando reduções no crescimento, conteúdo de pigmentos fotossintéticos e prejuízo ao aparato fotossintético. No segundo experimento, brotos laterais de B. zebrina foram cultivados em meio MS com diferentes concentrações de Zn isoladas (0, 30 e 300 μM) e combinadas com 4μM de Se (0+Se, 30+Se e 300+Se μM), definida a partir do primeiro experimento. Novamente, Após 75 dias, avaliou-se o estado nutricional das amostras, a concentração de pigmentos fotossintéticos e a fluorescência de clorofila a. Este estudo demonstrou que o Se confere ao aparato fotossintético de B. zebrina a capacidade de melhorar o aproveitamento de energia, estabilizando a dinâmica de absorção, captura e transporte. Assim, independente da escassez ou excesso de Zn, o Se protege as funções do FSII. Ainda, de acordo com o teste JIP, a absorção de Zn proporcional às concentrações utilizadas, não causou interferências significativas na funcionalidade ou estrutura do aparato fotossintético. Dessa forma, pode-se considerar que a espécie B. zebrina exiba eventual capacidade para acumulação de Zn, apresentando, dessa forma, potenciais características para biomonitoramento.por
dcterms.abstractDespite the beneficial effects, selenium (Se) is not an essential element for plants and its action mechanisms are still unclear. Zinc (Zn), in turn, is an essential micronutrient involved in various cellular functions. Excess Zn can be toxic to plants and Se, through different detoxification mechanisms, has been cited as an attenuating to the deleterious abiotic factors effects such as heavy metals. In this context, it was proposed to characterize the Se action on the Bilbergia zebrina (Herbert) Lindley photosynthetic apparatus and its potential attenuating action against the excess and scarcity of Zn in vitro. In the first experiment, B. zebrina lateral shoots were grown in MS medium with different concentrations of selenium (0, 2, 4 and 16 μM). After 75 days the photosynthetic pigments concentration, growth traits and chlorophyll a fluorescence were evaluated. This study demonstrated that in low concentrations, selenium increases the photosynthetic apparatus potential energy conservation capacity, maintains the FSII energy transport reactions stability and improves the electron transport dynamics between the intersystem and the FSI. Still, we observed that B. zebrina does not tolerate concentrations equal to or greater than 16μM of selenium, presenting reductions in growth, photosynthetic pigments content and photosynthetic apparatus impairment. In the second experiment, B. zebrina lateral shoots were cultured in MS medium with different Zn concentrations isolated (0, 30 and 300 μM) and combined with 4 μM Se (0 + Se, 30 + Se and 300 + Se μM), defined from previous studies After 75 days, the nutritional status of the samples, the concentration of photosynthetic pigments and the chlorophyll a fluorescence were evaluated. This second study demonstrated that Se gives the B. zebrina photosynthetic apparatus the ability to improve the energy utilization, stabilizing the dynamics of absorption, capture and transport. Thus, independen of the Zn scarcity or excess, Se protects FSII functions. Furthermore, according to the JIP test, the Zn absorption proportional to the concentrations used, did not cause significant interferences in the photosynthetic apparatus functionality or structure. Thus, it can be considered that the species B. zebrina exhibits eventual capacity for Zn accumulation, thus presenting potential characteristics for biomonitoring.eng
dcterms.creatorSouza, André Felipe Costa-
dcterms.formatTexteng
dcterms.issued2018-02-27-
dcterms.languageporeng
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Biodiversidade Tropicalpor
dc.subject.cnpqEcologiapor
dc.publisher.courseMestrado em Biodiversidade Tropicalpor
dc.contributor.refereeTognella, Mônica Maria Pereira-
dc.contributor.refereeSilva, Diolina Moura-
dc.contributor.advisor-coGontijo, Andreia Barcelos Passos Lima-
dc.contributor.advisor-coMartins, João Paulo Rodrigues-
Aparece nas coleções:PPGBT - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11696_94 - ANDRÉ FELIPE.pdf1.22 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.