Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8313
Título: A Dengue em um Município de Pequeno Porte do Estado do Espírito Santo, Brasil: um Olhar Sobre As Notificações Compulsórias.
Autor(es): MARQUES, C. A.
Orientador: PORTUGAL, F. B.
Coorientador: SIQUEIRA, M. M.
Data do documento: 15-Dez-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: MARQUES, C. A., A Dengue em um Município de Pequeno Porte do Estado do Espírito Santo, Brasil: um Olhar Sobre As Notificações Compulsórias.
Resumo: Introdução: A dengue é uma doença viral que se apresenta como um importante problema de saúde pública mundial. Nos últimos anos, observa-se um aumento do número de casos notificados de dengue na região sudeste do Brasil e, especialmente no Espírito Santo. Esses casos suspeitos ou confirmados de dengue devem ser notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação - SINAN. Desta forma, os dados inseridos nesse sistema representam uma importante fonte de informação para estudos epidemiológicos e para a avaliação da qualidade do serviço. Objetivos: Analisar a qualidade dos dados das fichas de notificação de dengue informadas no SINAN, quanto à completude dos campos; criar uma proposta de curso online sobre a Vigilância Epidemiológica da dengue e elaborar um Boletim Epidemiológico da dengue para o município de Fundão-ES. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo com abordagem quantitativa, composto pela totalidade de casos de dengue notificados entre os anos de 2007 a 2015 no município de Fundão-ES, registrados no SINAN. Analisou-se o número absoluto e o percentual de não preenchimento das variáveis chave, obrigatórias e essenciais das fichas de notificação de dengue. Com a finalidade de avaliar os graus de não completude, adotou-se escore proposto por Romero e Cunha. Foi calculado o coeficiente não paramétrico de correlação linear de Spearman (rs) e seu valor de p. O uso do coeficiente não paramétrico foi precedido pela verificação da distribuição dos dados utilizando o teste de Kolmogorov Smirnoff. Resultados: Foram avaliadas 715 notificações de dengue e evidenciou-se que a proporção de informações ignoradas/em branco foi elevada para a maioria das variáveis da ficha de dengue, principalmente para as essenciais. Os resultados encontrados indicaram que as tendências de não completude no decorrer dos anos foram decrescentes e estatisticamente significantes para algumas variáveis. Produtos: Foi criada uma proposta de curso online para os profissionais de saúde sobre a Vigilância Epidemiológica da dengue composta por quatro módulos, resultando em 60 horas de carga horária total. Além disso, elaborou-se um Boletim Epidemiológico da dengue, para melhor divulgação das informações e orientações de medidas de controle do agravo no município. Conclusão:A qualidade dos dados foi, em sua maioria, classificada como regular e muito ruim, tornando-se imprescindível o estabelecimento de estratégias no processo de capacitação das equipes de saúde para a sensibilização e conscientização da importância da qualidade no registro das notificações compulsórias. Desta forma, espera-se que os produtos propostos no estudo contribuam para a mudança do processo de trabalho no município
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8313
Aparece nas coleções:PPGENF - Dissertações de mestrado profissional

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10846_DISSERTAÇÃO_CARLAADRIANA20180417-142355.pdf6.42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.