Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8363
Título: O desafio da Transversalização do tema meio ambiente no currículo escolar: o caso do Colégio Modelo de Itamaraju - BA
Autor(es): LOPES, G. S. C.
Orientador: ROCHA, S. M. S.
Coorientador: TEIXEIRA, M. C.
Palavras-chave: Educação Ambiental
Transversalidade
Interdisciplinalidade
Data do documento: 10-Out-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: LOPES, G. S. C., O desafio da Transversalização do tema meio ambiente no currículo escolar: o caso do Colégio Modelo de Itamaraju - BA
Resumo: A Educação Ambiental conduz as pessoas para uma mudança de comportamento e valores, pois está baseada em aspectos éticos, políticos, econômicos, sociais e ecológicos. É uma recomendação dos Parâmetros Curriculares Nacionais de 1997 e da Política Nacional de Educação Ambiental, que a Educação Ambiental esteja presente no currículo de maneira transversal e interdisicplinar. Buscou-se idenficar e explicitar quais as formas como a Educação Ambiental aparece no currículo escolar, considerando as características prescritas, reais e ocultas. A pesquisa caracterizouse como um estudo de caso etnográfico sendo desenvolvida no Colégio Modelo ―Luís Eduardo Magalhães‖, Itamaraju-BA. Os dados foram coletados por meio de análise documental, aplicação de questionários semiestruurados com 42 alunos e entrevistas semiestruturadas com 9 professores. Além disso, foram consideradas as observações e práticas da autora que, na condição de professora da escola, também se coloca como pesquisada. Os resultados evidenciam que, explicitamente, a Educação Ambiental está presente nos projetos, como a Semana do Meio Ambiente, Gincana ecológica, Agenda 21, Jogos Estudantis e Consciência Negra. No entanto, os professores percebem sua inserção no currículo e que sua prática se dá por meio das leituras e interpretações de textos, no livro didático, nos conteúdos, na produção de textos, tabulação de dados estatísticos e discussões. Ao analisar os questionários dos alunos 90% afirmaram terem participado de atividades sobre o tema meio ambiente, enquanto que 5% não se lembram e os outros 5% não participaram. Foi possível verificar ainda que eles tem uma visão crítica dos principais problemas ambientais da cidade e que relacionam os conteúdos específicos das disciplinas com as questões ambientais locais e globais. Com base nos resultados discutem-se os limites e as possibilidades da transversalização do tema meio ambiente no currículo bem como o papel da escola enquanto espaço de formação crítica, necessária ao enfrentamento das questões socioambientais na atualidade.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8363
Aparece nas coleções:PPGEEB – Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10415_32 - Gabrielle de Souza Cruz Lopes.pdf4.87 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.