Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8379
Título: POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO MUSICAL E CULTURAL NOS MUNICÍPIOS DE CARIACICA E VITÓRIA/ES (2005-2014)
Autor(es): SILVA, F. H.
Orientador: OLIVEIRA, U. J.
Palavras-chave: Educação
Cultura
Música
Políticas Públicas
Data do documento: 4-Abr-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SILVA, F. H., POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO MUSICAL E CULTURAL NOS MUNICÍPIOS DE CARIACICA E VITÓRIA/ES (2005-2014)
Resumo: O objeto de estudo deste trabalho é a implantação do ensino de música nas redes municipais de educação de Cariacica e Vitória, ambos localizados no Espírito Santo, e as implicações dessa ação nas áreas de educação e cultura. Serão analisados dois projetos semelhantes e contemporâneos presentes nesses municípios entre os anos de 2005 e 2014. Em Cariacica, foi instalado o Projeto Semearte, que teve como objetivo oportunizar o ensino de música, dança e teatro aos alunos da rede municipal, no contraturno das aulas. Em Vitória, foi formada, por meio de concurso público, a Equipe de Educação Musical, que teve como objetivo elaborar uma proposta de inclusão do ensino de música no ambiente escolar da rede municipal de ensino, que culminou na criação do Projeto Vitória Musical. Apesar de haver grande discrepância entre os dois municípios, tanto em termos arrecadatórios como em termos políticos, sociais e culturais, existem algumas singularidades que os unem. Ambos os municípios passaram por uma alternância política semelhante: após uma gestão de prefeitos filiados ao PSDB, partido de perfil liberal e conservador, as prefeituras foram ocupadas, a partir de 2005, por mandatários filiados ao PT, partido de cunho social-democrata, mais à esquerda. Após dois mandatos, essas duas gestões foram sucedidas por candidatos do PPS, em 2013. Nosso objetivo principal é analisar como se deram as ações nos projetos citados, quais foram as bases legais que os legitimaram e como essas iniciativas se comportaram com a mudança de gestão. Utilizaremos, como referencial teórico, autores que dissertam acerca de Estado, políticas públicas e políticas culturais, como Abbagnano (1998), Kelsen (1998), Bourdieu (2014), Souza (2010), Calabre (2007) e Chauí (1985), situando as duas experiências numa arena de disputa política. Como metodologia, utilizaremos a análise de múltiplos casos, a qual, segundo Triviños (1987) não nos obriga a analisar os dois casos de forma comparativa, aumentando a possibilidade de observação. Para fornecer dados para essa análise, realizaremos pesquisa bibliográfica e documental, além de entrevistas com atores envolvidos diretamente nos processos citados.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8379
Aparece nas coleções:PPGEEB – Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10844_49 - Fabricio Hofman da Silva.pdf3.31 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.