Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8385
Título: O BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL: CONCEPÇÕES SOBRE O BRINCAR DE PROFESSORAS DE UM CEIM DE SÃO MATEUS
Autor(es): SOUZA, M. S.
Orientador: SENATORE, R. C. M.
Palavras-chave: Educação Infantil
Brincar
Aprendizagem
Desenvolvimento in
Data do documento: 2-Ago-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SOUZA, M. S., O BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL: CONCEPÇÕES SOBRE O BRINCAR DE PROFESSORAS DE UM CEIM DE SÃO MATEUS
Resumo: A proposta da Educação Infantil defendida nos documentos oficiais é garantir práticas pedagógicas mediadoras no processo de aprendizagens para o desenvolvimento integral das crianças em seus aspectos social, cultural, cognitivo, e ainda garantir que sejam respeitados os seus direitos. Nesses documentos o brincar é apresentado como um direito da criança. Partindo dessa proposição, pensar o brincar no contexto da Educação Infantil é uma forma de atender a necessidade da criança, respeitando e garantindo a qualidade no processo a partir das interações e ações mediadoras das professoras. Essa pesquisa caracterizou-se por uma investigação qualitativa de caráter explicativo e pretendeu mostrar a importância de brincar para a criança na Educação Infantil, bem como analisar a concepção das professoras sobre o brincar na Educação Infantil. Por meio de entrevistas semi estruturadas com professoras de um Centro de Educação Infantil Municipal (CEIM) de São Mateus, buscou-se atingir o objetivo proposto. Através das entrevistas foi possível detectar como as professoras pensam o brincar no CEIM estudado, qual a compreensão das mesmas sobre o tema, além de permitir um olhar para as angustias enfrentadas no cotidiano tanto das professoras como das crianças. A análise das falas das professoras se deu a partir das teorias de vários autores que se propõem a estudar o brincar e sua importância no processo de aprendizagem e desenvolvimento da criança, tais como: Brougère, Vigotski1, Benjamin, entre outros. Com a pesquisa pude perceber que as professoras não conferem ao brincar a importância que lhe cabe para a aprendizagem e o desenvolvimento integral da criança no contexto da Educação Infantil como preveem os documentos oficiais. Percebi a partir dessa pesquisa, que é preciso repensar os cursos de formação, assim como possibilitar formação continuada,sem generalizar, pois se trata da visão de uma realidade, para que se possa construir o entendimento junto com as professoras que o brincar é um direito da criança e que este possibilita a concretização de aprendizagens e consequentemente de desenvolvimento.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8385
Aparece nas coleções:PPGEEB – Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11210_55 -Marilene da Silva Souza.pdf871.33 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.