Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8386
Título: O ensino de Filosofia em perspectiva interdisciplinar no Complexo Integrado de Educação em Itamaraju, BA.
Autor(es): LIMA, A. F.
Orientador: PAIVA, J. M.
Palavras-chave: Filosofia
Currículo integrado
ensino
Data do documento: 2-Ago-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: LIMA, A. F., O ensino de Filosofia em perspectiva interdisciplinar no Complexo Integrado de Educação em Itamaraju, BA.
Resumo: Esta dissertação reflete sobre o lugar que a Filosofia ocupa na proposta de currículo e ensino no Complexo Integrado de Educação de Itamaraju (CIEI), implementada e coordenada pela Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Para tanto, constituí como objetivo geral desta pesquisa investigar quais são os desafios e perspectivas em torno dos caminhos metodológicos, à luz da interdisciplinaridade, para o ensino de Filosofia no contexto escolar do CIEI. Alinhada a esse objetivo, apresentei a discussão sobre a História da Filosofia e a sua trajetória até se tornar componente obrigatório; além de transitar por dimensões pedagógicas importantes ao ensino de Filosofia, a partir dos pressupostos teóricos de documentos oficiais do Ministério da Educação (MEC), especificamente aqueles voltados ao ensino de Filosofia e currículo na educação básica. O estudo caracterizou-se por ser de natureza bibliográfica e qualitativa, cuja análise parte da observação das aulas práticas, das rodas de conversa, bem como das entrevistas realizadas com professores e estudantes a partir de um questionário semiestruturado. Como aporte teórico, recorri a Alves (2002), Sílvio Gallo (2000), Maria Tereza Cartolano (1985) e Vita (1969) para tratar da história do ensino da Filosofia no ensino médio. Sobre currículo, foram utilizadas as contribuições de Silva (2005) e Aires (2012 e 2013). Sobre a metodologia do ensino da Filosofia, embasei-me em Gallo (2009 e 2014), Cerletti (2009), Aspis (2009), Base Nacional Comum Curricular (BNCC)  Brasil (2016), Orientações Curriculares para o Ensino Médio (OCEM)  Brasil (2006), Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN)  Brasil (1998). Para a interdisciplinaridade e a ecologia dos saberes, tomei como referência principal os pressupostos de Fazenda (1996), Souza (2000, 2007 e 2010), Morin (2004) e Adas (2012). O aporte teórico e a pesquisa realizada na escola pública da rede estadual no município supracitado serviram para ratificar a relevância da Filosofia como componente curricular e para constatar que a vivência da atitude interdisciplinar na perspectiva do currículo integrado possui os seus limites e dificuldades; por isso, constitui-se como o principal desafio aos sujeitos envolvidos no contexto escolar.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8386
Aparece nas coleções:PPGEEB – Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11250_dissertacao_Ademicio_versao final.pdf2.32 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.