Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8386
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorPAIVA, J. M.
dc.date.accessioned2018-08-01T23:28:21Z-
dc.date.available2018-08-01
dc.date.available2018-08-01T23:28:21Z-
dc.identifier.citationLIMA, A. F., O ensino de Filosofia em perspectiva interdisciplinar no Complexo Integrado de Educação em Itamaraju, BA.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/8386-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleO ensino de Filosofia em perspectiva interdisciplinar no Complexo Integrado de Educação em Itamaraju, BA.por
dc.typemasterThesisen
dc.contributor.memberOLIVEIRA, U. J.
dc.contributor.memberSALIM, M. A. A.
dc.contributor.memberPIZETTA, A. J.
dcterms.abstractEsta dissertação reflete sobre o lugar que a Filosofia ocupa na proposta de currículo e ensino no Complexo Integrado de Educação de Itamaraju (CIEI), implementada e coordenada pela Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Para tanto, constituí como objetivo geral desta pesquisa investigar quais são os desafios e perspectivas em torno dos caminhos metodológicos, à luz da interdisciplinaridade, para o ensino de Filosofia no contexto escolar do CIEI. Alinhada a esse objetivo, apresentei a discussão sobre a História da Filosofia e a sua trajetória até se tornar componente obrigatório; além de transitar por dimensões pedagógicas importantes ao ensino de Filosofia, a partir dos pressupostos teóricos de documentos oficiais do Ministério da Educação (MEC), especificamente aqueles voltados ao ensino de Filosofia e currículo na educação básica. O estudo caracterizou-se por ser de natureza bibliográfica e qualitativa, cuja análise parte da observação das aulas práticas, das rodas de conversa, bem como das entrevistas realizadas com professores e estudantes a partir de um questionário semiestruturado. Como aporte teórico, recorri a Alves (2002), Sílvio Gallo (2000), Maria Tereza Cartolano (1985) e Vita (1969) para tratar da história do ensino da Filosofia no ensino médio. Sobre currículo, foram utilizadas as contribuições de Silva (2005) e Aires (2012 e 2013). Sobre a metodologia do ensino da Filosofia, embasei-me em Gallo (2009 e 2014), Cerletti (2009), Aspis (2009), Base Nacional Comum Curricular (BNCC)  Brasil (2016), Orientações Curriculares para o Ensino Médio (OCEM)  Brasil (2006), Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN)  Brasil (1998). Para a interdisciplinaridade e a ecologia dos saberes, tomei como referência principal os pressupostos de Fazenda (1996), Souza (2000, 2007 e 2010), Morin (2004) e Adas (2012). O aporte teórico e a pesquisa realizada na escola pública da rede estadual no município supracitado serviram para ratificar a relevância da Filosofia como componente curricular e para constatar que a vivência da atitude interdisciplinar na perspectiva do currículo integrado possui os seus limites e dificuldades; por isso, constitui-se como o principal desafio aos sujeitos envolvidos no contexto escolar.por
dcterms.creatorLIMA, A. F.
dcterms.formatapplication/pdfpor
dcterms.issued2017-08-02
dcterms.subjectFilosofiapor
dcterms.subjectCurrículo integradopor
dcterms.subjectensinopor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ensino na Educação Básicapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado em Ensino na Educação Básicapor
Aparece nas coleções:PPGEEB – Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11250_dissertacao_Ademicio_versao final.pdf2.32 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.