Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8418
Título: Agenda 21 Escolar: Recurso Pedagógico para Promoção de uma Educação Ambiental Transformadora, Emancipatória e Crítica
Autor(es): SANTOS, M. V.
Orientador: ROCHA, S. M. S.
Palavras-chave: COM-VIDA
Sustentabilidade
Espaço Físico
Currículo
Gestão
Data do documento: 21-Mar-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SANTOS, M. V., Agenda 21 Escolar: Recurso Pedagógico para Promoção de uma Educação Ambiental Transformadora, Emancipatória e Crítica
Resumo: A Agenda 21 é um plano de ações para o século XXI, pautada nos princípios da sustentabilidade. Com a finalidade de promover uma educação ambiental transformadora, emancipatória e crítica, a Agenda 21 escolar foi inserida no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, localizado no município de Itamaraju-Ba. A metodologia utilizada para a construção da Agenda 21 caracteriza-se como pesquisa-ação de caráter qualitativo, uma vez que possui a missão de promover transformações na sociedade. As etapas da Agenda 21 são constituídas pela sensibilização, reflexão, diagnóstico, plano de ação e avaliação. Na sensibilização, os membros da comunidade escolar foram motivados para participar da Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida (COM-VIDA). Na fase da reflexão, os problemas socioambientais, da escola e do entorno, foram analisados, com foco local e global de degradação ambiental. Na fase do diagnóstico foram aplicados questionários para 135 pessoas para avaliar as concepções de meio ambiente e identificar os problemas socioambientais da escola e do entorno; na fase da ação, foi construído um plano de ações com metas estabelecidas, priorizando-se a sustentabilidade e a qualidade de vida e do ambiente; e, na fase da avaliação, a comunidade escolar avaliou a eficácia do plano de ação. Os resultados encontrados permitiram identificar que as concepções naturalista e antropocêntrica superam a globalizante. Os problemas identificados e priorizados pela comissão de meio ambiente foram: o descarte inadequado dos resíduos, a falta de cobertura da quadra poliesportiva, o ensino descontextualizado e a desvalorização dos profissionais não docentes por parte do poder público. A construção da Agenda 21 no Colégio Modelo - além de contribuir para ampliar a perspectiva transformadora, emancipatória e crítica da educação ambiental possibilitou a construção de um espaço educador sustentável, na medida em que inclui a Agenda 21 em seu projeto-político-pedagógico e correlaciona o trinômio: espaço, currículo e gestão.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8418
Aparece nas coleções:PPGEEB – Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9673_13 - Máglis Vieira dos Santos.pdf5.23 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.