Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8459
Título: MODELAGEM MATEMÁTICA E SIMULAÇÃO NUMÉRICA DA DEPOSIÇÃO DE PARTÍCULAS EM DUTO HORIZONTAL
Autor(es): CRUZ, S. F. R.
Orientador: ROMERO, O. J.
Coorientador: PEREIRA, F. A. R.
Palavras-chave: deposição
Euler-Lagrange
Euler-Granular
DDPM
Data do documento: 8-Mar-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: CRUZ, S. F. R., MODELAGEM MATEMÁTICA E SIMULAÇÃO NUMÉRICA DA DEPOSIÇÃO DE PARTÍCULAS EM DUTO HORIZONTAL
Resumo: O petróleo continuará sendo a maior fonte de combustível nos próximos anos. No entanto, a extração de petróleo resulta em problemas como a formação de incrustação nas diversas etapas do processo de produção. O problema da incrustação, que ocorre a partir do processo de deposição, consiste quando as partículas depositadas reduzem, total ou parcialmente, o espaço aberto ao fluxo, resultando em um aumento de perda de carga e em uma redução na produção petrolífera. As deposições de partículas representam um problema significativo na indústria de petróleo e gás, sendo de grande relevância pesquisas nessa área. No presente trabalho, a deposição de partículas, em um escoamento turbulento e bifásico, no interior de uma tubulação horizontal foi modelada, com o software Ansys Fluent®, a partir da abordagem Euler-Lagrange com o Modelo de Fase Discreta Densa (DDPM) e da abordagem Euler-Granular. Devido ao elevado custo computacional decorrente do grande número de partículas injetadas, os resultados apontam que a abordagem Euler-Lagrange com o modelo DDPM não é adequada para resolver problemas envolvendo escoamentos com elevadas frações volumétricas de partículas, sendo mais adequada a abordagem Euler-Granular. O estudo também mostra a influência de determinados parâmetros no processo de deposição de partículas. Os aumentos nas taxas de deposição de partículas são diretamente proporcionais aos aumentos de rugosidade da parede da tubulação e de diâmetro das partículas. Os resultados também mostram valores de tempo computacional, velocidade e fração volumétrica de partículas que permitem uma melhor visualização do fenômeno de deposição para um tempo computacional requerido viável para o sistema computacional utilizado.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8459
Aparece nas coleções:PPGEN – Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11906_71 - Suellen Freire Rigatto da Cruz.pdf3.14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.