Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8460
Título: DIVERSIFICAÇÃO DA MATRIZ ENERGÉTICA BASEADA EM RECURSOS RENOVÁVEIS: IMPACTOS SOBRE A SEGURANÇA ELÉTRICA BRASILEIRA
Autor(es): CAMPOS, F. R. N.
Orientador: CHAVES, G. L. D.
Palavras-chave: Recursos Energéticos Renováveis
Segurança Elétrica
Dinâmic
Data do documento: 28-Fev-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: CAMPOS, F. R. N., DIVERSIFICAÇÃO DA MATRIZ ENERGÉTICA BASEADA EM RECURSOS RENOVÁVEIS: IMPACTOS SOBRE A SEGURANÇA ELÉTRICA BRASILEIRA
Resumo: A segurança do suprimento de energia elétrica é um dos fatores preponderantes de análise das políticas organizacionais. Anualmente, o consumo energético mundial vem mostrando padrões de crescimento sistemático, exigindo assim uma capacidade cada vez maior de produção e distribuição de energia elétrica. O cenário brasileiro é consoante com esse crescimento, porém tende a enfrentar algumas barreiras. Baseando-se no trabalho de Aslani, Helo e Naaranoja (2014), o presente estudo objetiva realizar uma análise do impacto, no tocante à segurança e à diversidade, da implementação de políticas de incentivo à expansão da participação de fontes renováveis na matriz energética nacional. Fundamentado em um diagrama de causa e efeito, um modelo de Dinâmica de Sistemas é usado para avaliar cenários brasileiros de políticas de expansão da capacidade instalada renovável e redução do uso das termelétricas. Foram estabelecidos 32 cenários de simulação em três eixos de análise. Os cenários levam em consideração a rapidez de implementação das políticas, o alcance das metas estabelecidas e a participação das termelétricas na geração elétrica em um horizonte de dez anos, compreendidos entre 2017 e 2026. A análise mostra que a expansão das capacidades do sistema elevam a diversidade e mantêm o sistema seguro até o final da próxima década, ainda que em um patamar inferior. As termelétricas se mostram fundamentais para esse mantenimento, uma vez que sua redução eleva drasticamente o risco de deficit. O modelo proposto serve de base para outros cenários relacionados às políticas de energia renovável, podendo tanto ser expandido de forma a inserir abordagens de custo e risco, quanto implementado sob outros parâmetros analíticos. barreiras. A matriz energética brasileira é baseada majoritariamente em fontes renováveis, sendo a maior delas a hidráulica. Recentemente o Brasil vem enfrentando longos períodos de estiagem, o que traz uma incerteza quanto à disponibilidade do principal recurso gerador de energia elétrica no país: a água. A diversificação de uma matriz energética reduz o risco global de suprimentos. O uso de fontes renováveis se apresenta como uma alternativa estratégica para tal diversificação, posto o grande potencial apresentado pelo Brasil, bem como sua experiência positiva. O presente estudo objetiva realizar uma análise do impacto, no tocante à segurança e à incerteza, da implementação de políticas de incentivo à inserção massiva de fontes renováveis na matriz energética nacional. Pretende-se mapear os fatores de impacto na geração de energia elétrica, quantificando-os. A análise deve ser baseada na metodologia de Dinâmica de Sistemas devido à complexidade do modelo, tendo em vista a maturidade da política e da cadeia. Palavras-chave: Recursos Energéticos Renováveis; Segurança; Dinâmica de Sistemas.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8460
Aparece nas coleções:PPGEN – Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11908_Filipe Rodrigues N. Campos - Mestrado em Energia.pdf2.59 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.