Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8482
Título: A tradução como lugar específico : uma mirada sobre as obras Juntamentz, de Raquel Garbelotti, e On Translation, de Antoni Muntadas
Autor(es): Sartório, Pólen Pereira
Orientador: Cirillo, Aparecido José
Data do documento: 23-Set-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A presente dissertação explora questões sobre tradução e práticas artísticas contemporâneas pensadas de maneira site specific, investigando se é possível criar um paralelo entre os processos de tradução e os processos de apropriação de um site para criação de um trabalho artístico. Para isso, foram estudados aspectos relevantes na mudança dentro do campo das artes plásticas a partir do final da década de 1950, além de ter sido feito um breve levantamento histórico sobre as questões relativas ao lugar e o aparecimento das práticas site specific. Os problemas no que diz respeito à tradução foram discutidos a partir de um apanhado de teorias relativas ao processo tradutório, bem como estudos de traduções pensadas de maneira livre. O conceito de tradução, portanto, tentou ser ampliado e, para esta pesquisa, foi pensado em campos além da lingüística, trabalhando com diferentes linguagens. Para esta dissertação, considerou-se o tradutor como um criador e assim, foi possível relacionar a tradução com as práticas contemporâneas ditas site specific, atentando-se para o site como um lugar de discurso. Do mesmo modo em que um artista se apropria de um site para pensar no seu trabalho, podendo trabalhar com diferentes linguagens em uma mesma obra, os tradutores também concentram-se em se apropriarem de contextos para criarem suas traduções. A partir desta pesquisa teórica inicial, buscou-se dois artistas contemporâneos - Raquel Garbelotti e Antoni Muntadas - para analisar de que maneira artistas-tradutores, que pensam de modo site specific, criam seus trabalhos.
This thesis explores issues of translation and contemporary artistic practices thought in a site specific way, investigating if it is possible to create a parallel between the translation process and the appropriation process of a site to create an artwork. In order to do so, important issues about the changes that happened into the art field at the end of 1950s were studied, as well as a short historical research about questions inherent of the local and the emergence of site specific practices. The challenges involving translation were debated through theories concerning the translation process, just as translation studies thought in a free way. The translation concept, therefore, was expanded and, to this research, it was thought beyond linguistic fields, working with different discourses. To this thesis, the translator was considered as a creator of a new work, so, it was possible to relate the translation with contemporary artistic practices known as site specific, observing the site as a discursive local. In the same way that an artist appropriates a site to think in his work, having the chance to explore different discourses into the same art piece, translators can also focus in appropriate different contexts to create their translations. From this initial theoretical research, was proposed to seek two contemporary artists to analyze their work - Raquel Garbelotti and Antoni Muntadas - so it was possible to investigate how artiststranslators, that think in a site specific way, create their work
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8482
Aparece nas coleções:PPGA - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_10310_Polem.pdf10.41 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.