Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8490
Título: A imagem-superfície em Takashi Miike
Autor(es): Madeira, Eduardo Costa
Orientador: Vieira Junior, Erly Milton
Data do documento: 4-Jun-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Os filmes de Miike, em seu caráter nonsense e superviolento, parecem não dizer muito em termos de representação mas tragam o espectador para a experiência da imagem como superfície com a mesma violência e brutalidade que percebemos em suas cenas mais emblemáticas. Este trabalho investiga, a partir de um conjunto de teorias de raiz deleuziana que buscam colocar o lugar dos afetos e da sensorialidade no discurso do cinema, especialmente no filme Visitante Q (2001), a possibilidade de um olhar tátil, reflexivo e político, capaz de submeter o seu discurso à própria superfície da imagem, desterritorializando-o. Imagem do vídeo, da textura e do grão. Imagem do toque, imagens que transpiram imediatismo.
Takashi Miike's movies, in nonsense and ultra violent dimensions that circumspect them, seems to say not so much about representation, but they arrest the spectatorship in the experience of image in the means of a surface, with the same brutality that we perceive in the most emblematic scenes in the director's pieces. This research investigates, in a theoretical field that places the sensorium on the cinema speech, specially in Visitor Q (Takashi Miike, 2001), the possibility of tactile and political view, that submmits the speech in the film on to the very own surface of image, deterritorializing it. In Miike's case, the video image, texture and grain image. Image if touch, images that exude immediacy.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8490
Aparece nas coleções:PPGA - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_10873_Dissertação de Eduardo Costa.pdf1.27 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.