Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8495
Título: O gesto, a forma e a cor na pintura de Tomie Ohtake
Autor(es): Campos, Ricardo José de
Orientador: Lopes, Almerinda da Silva
Palavras-chave: Tomie Ohtake
Pintura
Gesto
Forma e Cor
Data do documento: 19-Mai-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A pintura de Tomie Ohtake se destaca no conjunto de sua obra como o meio através do qual a artista mais se exprimiu. Pautada por uma busca incessante, passa por diferentes períodos, distintas inquietações, tendo percorrido pouco mais de sessenta anos de produção. A discussão suscitada nesta dissertação elege como recorte pinturas das fases: cegas, campos de cor, arquiteturas, curvas, círculos e monocromos. Nosso objetivo consiste em desenvolver uma pesquisa teórica que levante questões subjetivas e objetivas da obra da artista, com vistas a explorar seu espaço. A investigação terá por viés a análise do gesto, da forma e da cor, elementos plásticos indissociáveis e reveladores de sua poética. A sustentação teórica, feita por meio de revisão bibliográfica, foi associada a interlocuções com sua fortuna crítica, objetivando o entendimento das questões levantadas. O contato in loco com a obra, possibilitou aferir detalhes relevantes na análise de algumas obras. Aproximações a movimentos paradigmáticos da arte moderna e artistas específicos foram feitos, no intento de estabelecer diálogos pontuais. Associada à Abstração Informal, a artista tangencia a vertente Geométrica, contudo segue um caminho singular, em que o informal e uma geometria biomórfica fundem-se num amálgama. Sua pintura, em muitos momentos, parece manifestar uma conexão singular entre Oriente e Ocidente, e empreender uma diligente busca pela síntese plástica. Palavras-chave: Tomie Ohtake. Pintura. Gesto, Forma e Cor.
Tomie Ohtake's painting stands out in her work as the way she mostly expressed herself. Guided by an incessant search, she goes through different periods, distinct anxieties, having covered little more than sixty years of production. The discussion elicited in this dissertation chooses paintings of the phases: "blind", "color fields", "architectures", "curves", "circles" and "monochrome". Our objective is to develop a theoretical research that raises subjective and objective questions of the artist's work, in order to explore its space. The research has as objective an analysis of the gesture, of the form and the color, inseparable plastic elements and revealing of its poetics. The theoretical support, made through a bibliographical review, was associated to interlocutions with its critical criticism, aiming the understanding of the questions raised. The contact in loco with the work, made possible to check relevant details in the analysis of some works. Approaches to paradigmatic movements of modern art and specific artists were made, attempting to establish punctual dialogues. Associated with Informal Abstraction, the artist tangents to the Geometric strand, iyet it follows a singular path, in which the informal and a biomorphic geometry merge into an amalgam. Her painting, in many moments, seems to manifest a singular connection between East and West, and to undertake a diligent search for the plastic synthesis.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8495
Aparece nas coleções:PPGA - Dissertações de Mestrado



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.