Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8516
Título: AS NARRATIVASIMAGENS DOS ESTUDANTES SOBRE OS USOS QUE FAZEM DO FACEBOOK E A TESSITURA DE RELAÇÕES DE AMIZADE COM OS CURRICULOS-ENTRE-REDES EM UMA ESCOLA DE ENSINO MÉDIO
Autor(es): LUCENA, W. M.
Orientador: FERRACO, C. E.
Palavras-chave: Currículos
Redes Sociais
Cotidianos
Jovens
Data do documento: 25-Fev-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: LUCENA, W. M., AS NARRATIVASIMAGENS DOS ESTUDANTES SOBRE OS USOS QUE FAZEM DO FACEBOOK E A TESSITURA DE RELAÇÕES DE AMIZADE COM OS CURRICULOS-ENTRE-REDES EM UMA ESCOLA DE ENSINO MÉDIO
Resumo: O texto apresenta o estudo realizado com os cotidianos de uma escola de ensino médio da rede estadual do Estado do Espírito Santo, localizada no município de Vila Velha/ES. A pesquisa busca colocar em discussão os planos de intensidade percorridos com os respectivos usos das redes sociais virtuais pelos alunos praticantes dos cotidianos de uma escola pública de ensino médio, e como nesses planos de intensidade as relações de amizade produzem os currículos-entre-redes tecidos nesses cotidianos. A proposta de pesquisa é justificada pelo interesse dos alunos pela utilização das redes sociais que potencializam os usos curriculares criando outras possibilidades de interação e comunicação. Parte da discussão de que a sociedade conectada tem sido discutida em diversos meios recebendo destaque nas rodas de conversas acadêmicas, nos congressos e encontros científicos que se interessam em pensar a educação e a prática docente neste contexto social. A opção metodológica feita na produção da texto se dá especialmente pelo interesse em se desvencilhar da linearidade cartesiana dos modelos tradicionais de pesquisa, onde desta forma é possível ir além da coleta de dados, e passamos à produção de dados, olhando, lendo, ouvindo, sentindo, cheirando, tocando, degustando, discutindo, etc. Nesse sentido, a partir da pesquisa com os cotidianos busca problematizar a partir das narrativasimagens dos estudantes, que usos têm sido feitos dessas redes sociais nos cotidianos das escolas pelos sujeitos praticantes, sobretudo os alunos, e como esses usos diferenciados potencializam as relações de amizade produzidas/criadas/vividas nos currículos-entre-redes. Organizado em platôs, o texto remete à estrutura de páginas do Facebook, por isso estamos denominando, para melhor compreensão, de platôpágina. Os platôs foram pensados de forma que a leitura do texto possa ser realizada de maneira independente da ordem, assim como na rede social não existe uma ordem de acesso, e sim um interesse em acessar determinado conteúdo, sem inicio ou fim. Destaca que, os currículo-entre-redes, como uma possibilidade curricular criada a partir das relações de amizade e dos encontros constituídos nas redes sociais, podem ser percebidos nas práticas que constituem os cotidianos das escolas quando os usos que são realizados das redes sociais atravessam as demandas de sala aula, seja com os usos que fazem dos conteúdos escolares, trabalhos, apresentações artísticas seja com outros movimentos escolares. O que foi percebido na ida à escola para a produção da pesquisa, é que as interações sociais estabelecidas nas redes sociais orientam as atividades escolares promovidas pelos alunos e professores quando os temas debatidos nas redes sociais passam a ser também os principais temas das atividades escolares realizadas.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8516
Aparece nas coleções:PPGE - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10507_Tese-Doutorado-Wellington Machado Lucena.pdf3.09 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.