Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8553
Título: PRÁTICA de Ensino e Estágio Supervisionado na Licenciatura de Matemática em Narrativas de Professoras da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Alegre
Autor(es): VIEIRA, R. F.
Orientador: SAD, L. A.
Palavras-chave: História da Educação
Formação do Professor de Matemática
P
Data do documento: 18-Fev-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: VIEIRA, R. F., PRÁTICA de Ensino e Estágio Supervisionado na Licenciatura de Matemática em Narrativas de Professoras da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Alegre
Resumo: O trabalho busca compreender, no contexto da História da Educação Matemática no Espírito Santo, a trajetória de cinco professoras nas disciplinas Prática de Ensino e Estágio Supervisionado e reconstituir práticas pedagógicas que foram desenvolvidas por essas professoras no âmbito dessas disciplinas. A tese defende objetivamente a importância de analisar a Prática de Ensino e Estágio Supervisionado da Licenciatura em Matemática da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Alegre no período de 1971 a 2010, a partir das narrativas (orais) oriundas das entrevistas, conversas/diálogos entre os professores (pesquisador e pesquisadas) e, também, articular com o exame crítico de documentos (escritos). Utiliza-se como fundamentação a metodologia da narrativa e referências de teóricos como Benjamin, Bruner, Bolívar, Garnica e Fiorentini, entre outros. Ao final da pesquisa, concluiu-se que algumas dessas práticas pedagógicas presentes na formação inicial do professor de matemática foram submetidas ao tecnicismo e influenciadas pelo Movimento da Matemática Moderna com ênfase em conteúdos e no simbolismo matemático. Além disso, essas práticas eram reforçadas com a aplicação de problemas em que a competição era uma forma de estimular o aprendizado matemático. Em outro momento, práticas pedagógicas, influenciadas pelas exigências da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN 9394/96), estiveram submetidas à preocupação com o uso de laboratórios de matemática, seminários e tecnologias da informação e da comunicação. Evidentemente, essas práticas também acabaram sendo modificadas pelas mudanças da carga horária a partir das suas matrizes curriculares. Assim, algumas transformações foram acontecendo da Prática de Ensino até o estabelecimento do Estágio Supervisionado, em especial configuradas na relação mais próxima e afetuosa do professor com os alunos da educação básica. Observou-se, pois, nos anos recentes, uma tendência dos estagiários a um envolvimento maior com a escola campo de estágio, a promoção de atividades diversas e a utilização mais ampliada de recursos digitais.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8553
Aparece nas coleções:PPGE - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9550_TESE FINAL FINAL PARA IMPRIMIR E CD.pdf3.54 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.