Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8555
Título: A Educação do Corpo no Projeto Republicano na Cidade de Vitória (1908-1912)
Autor(es): CAMPOS, K. K. S.
Orientador: SIMOES, R. H. S.
Palavras-chave: Educação do Corpo
República
Reforma da Instrução Pública n
Data do documento: 18-Fev-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: CAMPOS, K. K. S., A Educação do Corpo no Projeto Republicano na Cidade de Vitória (1908-1912)
Resumo: Analisa historicamente a visibilidade dada ao corpo na cena urbana da cidade de Vitória entre 1908 e 1912, no contexto do governo de Jerônimo de Souza Monteiro. Busca compreender a constituição de um novo ethos que deslocaria o pensamento do exercício corpóreo associado tanto ao trabalho quanto às práticas legítimas de engrandecimento do espírito por meio do fortalecimento corporal e da visibilidade que o corpo passa a assumir na cena urbana como prática favorável e confluente aos discursos em prol da modernidade e do progresso. Na esteira dessa proposta, voltamo-nos ao processo de constituição do ensino da ginástica nas instituições escolares e das práticas corporais esportivas em efervescência nos clubes e agremiações, investigando processos que objetivavam produzir a educabilidade dos corpos na cena urbana. Toma como cenário privilegiado de investigação a cidade de Vitória, capital do Espírito Santo que, durante o período analisado, concentrou parte significativa dos investimentos republicanos, constituindo-se como lócus modelar da modernidade e do progresso capixaba. O corpus documental constitui-se de mensagens de governo, relatórios da Secretaria de Instrução, artigos publicados na imprensa periódica local, leis e decretos, fontes bibliográficas e imagens. Para a análise das fontes, parte da compreensão de que a história se constitui em meio a relações de força produzidas no contexto investigado (Ginzburg, 1990, 2002, 2006, 2007). Dialoga com as noções de teatrocracia e drama em Balandier (1976, 1982) para análise de questões que envolvem o processo de espetacularização e encenação dos princípios republicanos vinculados à noção de modernidade. Considera que o governo do Espírito Santo se manteve atento ao debate sobre a valorização e o espraiamento do esporte, da ginástica e do civismo que chegam ao Brasil. À medida que esse espraiamento se expande como prática e prescrição corporal, agregando referências que se alinhavam à civilidade e ao progresso, torna- se mercadoria para consumo e produção de modos de educabilidade para o corpo republicano indícios já observados nos estudos de Moreno (2001), Melo (2001), Linhales (2006) e Vago (1999).
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8555
Aparece nas coleções:PPGE - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9576_KAREN CALEGARI - A EDUCAÇÃO DO CORPO NO PROJETO REPUBLICANO NA CIDADE DE VITORIA (1908-1912).pdf9.8 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.