Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8566
Título: O Diálogo Entre Teoria e Prática: uma Formação Continuada de Professores de Ciências em Serviço Utilizando o Diagrama v
Autor(es): RABBI, M. A.
Orientador: FERRACIOLI, L.
Palavras-chave: Autonomia
formação continuada
pesquisa-ação
Movimento Ref
Data do documento: 25-Fev-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: RABBI, M. A., O Diálogo Entre Teoria e Prática: uma Formação Continuada de Professores de Ciências em Serviço Utilizando o Diagrama v
Resumo: Inicialmente, uma revisão de literatura sobre formação de professores em ciências foi realizada, onde foram elencadas problemáticas, identificados objetivos, referenciais teóricos e categorizadas as conclusões dos artigos selecionados. Esta revisão motivou a seguinte questão de pesquisa: como construir com professores de ciências, em encontros coletivos, reflexões sobre suas práticas no sentido da busca de autonomia, de forma a lidar com suas resistências e tensões para desenvolver estratégias que efetivamente conseguissem utilizar na sala de aula? Neste sentido, foi elaborada uma formação de professores com o objetivo de analisar um processo coletivo de formação contínua de professores em serviço, onde pudessem refletir sobre suas práticas, favorecendo o diálogo entre a teoria e a prática na construção e desenvolvimento do ato pedagógico. Durante o processo de formação foi utilizado o Diagrama V (descrito em detalhes no texto); não como uma metodologia, mas como ferramenta de auxílio nos processos educativos. A formação continuada envolveu cinco professores de ciências de escolas da rede municipal do município de Cachoeiro de Itapemirim ES, que se encontravam na presença e participação do pesquisador, discutindo e tecendo o curso em uma perspectiva formativa e colaborativa. Os encontros presenciais ocorreram durante um semestre letivo, intercalados com a realização de atividades de planejamento em casa e atividades com os alunos na escola. Para a coleta de dados, todos os encontros foram gravados e as falas dos professores transcritas. Além disso, foram coletados os Diagramas V produzidos pelos professores e pelos alunos. As impressões dos alunos em relação às atividades desenvolvidas também foram coletadas, através de falas espontâneas dos mesmos e de textos produzidos. Estes dados foram analisados qualitativamente através da análise de conteúdo e observando os Movimentos Crítico Reflexivos da pesquisa-ação, escolhida como opção teóricometodológica no contexto da formação continuada de professores. Refletir coletivamente, com a construção de Diagramas V com os alunos foi uma prática assumida pelos professores. Eles se inseriram em um caminho onde puderam ser pesquisadores de sua própria prática, puderam conhecer uma nova estratégia de ensino e reconhecer tanto a validade dessa proposta em seus contextos de sala de aula, quanto ao seu potencial pessoal para elaborar e desenvolver inovações no ensino, onde o conceito de Movimento Reflexivo Crítico foi tendo presença marcante na medida em que os ciclos foram avançando. E, finalmente, além de se propor um conceito de Professor Autônomo, no contexto da Formação de Professores, é sugerido, também, uma adaptação e ampliação do Diagrama V de Gowin (1981). Teríamos agora o Diagrama M, fazendo alusão ao Movimento Reflexivo Crítico discutido teoricamente e percebido na prática desse trabalho de doutorado.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8566
Aparece nas coleções:PPGE - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9960_TESE_CORRIGIDA_Final_Final_Final.PDF63 BAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.