Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8581
Título: LITERATURA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: documentos oficiais e discursos docentes do município de Serra/ES
Autor(es): VIEIRA, L. B.
Orientador: DALVI, M. A.
Palavras-chave: Educação literária
Documentos oficiais
Discurso docente
Data do documento: 20-Jul-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: VIEIRA, L. B., LITERATURA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: documentos oficiais e discursos docentes do município de Serra/ES
Resumo: Este trabalho discute possibilidades de (re)conhecer o lugar da literatura nos primeiros anos do ensino fundamental, realizando um diálogo com docentes atuantes nessa etapa de ensino, concomitantemente a uma análise de documentos oficiais especificamente no que se refere às orientações direcionadas à literatura na escola e os desdobramentos disso na educação literária, institucionalizada, formalizada. Como parte integrante do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Espírito Santo e do Grupo de Pesquisa Literatura e Educação, o objetivo dessa pesquisa é identificar como a literatura aparece nos documentos oficiais e currículos e de que modo(s) os docentes dialogam com esses discursos oficiais. Em diálogo com Candido, Bakhtin, Chartier e Leahy-Dios o trabalho parte de um levantamento teórico-bibliográfico que revisita as abordagens de educação literária, a partir da necessidade de ressignificar as concepções de literatura, refletir sobre as relações entre literatura e educação, os objetivos e estratégias dessa parceria nas instituições escolares; e uma pesquisa de campo a partir de questionários e entrevistas com docentes atuantes no município de Serra-ES em torno das concepções de literatura, documentos oficiais e formação do professor-leitor. Conclui por meio dos estudos realizados que documentos oficiais e discursos docentes são construções com marcas históricas e sociais e, portanto, a educação literária pode ter origem nas práticas pedagógicas de leitura e formação de leitores, mas precisa ser embasada em políticas públicas que reconheçam o caráter da literatura como experiência estética, caracterizem a leitura literária como prática social, reforcem o potencial emancipatório do texto literário e, por fim, democratizem o acesso à leitura literária.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8581
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10354_Dissertação Lorena Vieira - Educação PPGE 2016.pdf1.34 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.