Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8593
Título: Modelos táteis sobre o sistema reprodutor feminino : um estudo exploratório com uma estudante cega
Autor(es): Calixto, Rafaella Mayanne Antunes
Orientador: Drago, Rogério
Palavras-chave: Ensino de Ciências
Tecnologia Assistiva
Deficiência Visual
Data do documento: 29-Jul-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A investigação acerca da deficiência visual, apesar de sua complexidade, vem se consolidando nos últimos anos no Brasil. Nesta perspectiva, o objetivo da pesquisa baseou-se em descrever a utilização de modelos táteis sobre o Sistema Reprodutor Feminino, da disciplina de Ciências, a partir de um estudo exploratório realizado com uma estudante cega. O sujeito de 15 anos de idade, cursava a 8ª série do Ensino Fundamental em uma escola da rede municipal de ensino público no município de Linhares/ES e frequentava a sala de recursos no contraturno. Esta estudante apresentava dificuldades quanto ao conhecimento do corpo e suas transformações, para tanto, foi estruturado e aplicado um Módulo Educacional, cuja abordagem perpassou a base teórica que circunda o tema em questão na busca por promover maior esclarecimento e autonomia à estudante cega incluindo modelos táteis. Os temas abordados foram Puberdade, Ciclo Menstrual, Sistema Reprodutor Feminino, Gravidez, Doenças Sexualmente Transmissíveis DST, Mitos e Tabus e Sexo e Sexualidade. Os modelos táteis utilizados foram: um sobre o Sistema Reprodutor e outro sobre a Tabelinha do Ciclo Menstrual. A abordagem metodológica deste estudo teve o enfoque qualitativo exploratório de caráter descritivo. Teve como sujeitos a estudante cega, a professora do atendimento educacional especializado, o monitor e duas pedagogas da escola onde funcionava a sala de recursos. Os instrumentos de coleta de dados consistiram em observações espontâneas no contexto do ensino regular registradas em diário de campo e entrevistas semiestruturadas no contexto escolar e familiar. Foram utilizados recursos de áudio-gravação, vídeo-gravação e, em alguns momentos, registros fotográficos. A análise dos dados evidenciou que a estudante cega não diferenciava sua aprendizagem dos estudantes videntes, o que vai diferenciar são os mecanismos utilizados para que ela tenha acesso ao currículo e se aproprie do conhecimento quando este for ministrado. Por meio da análise, também foi possível identificar que a escola comum apresentava um currículo empobrecido diante das necessidades da estudante com deficiência. Pode-se concluir que as dificuldades apresentadas pela estudante cega são mais de ordem social do que biológica, pois a família não dava continuidade às ações desenvolvidas pela sala de recursos, retardando o processo de autonomia do sujeito cego, colocando-a em desvantagem perante a sociedade. No que tange, a escola comum, na qual a estudante cega estudava, conclui-se que não é integrativa e nem inclusiva, ela está nesse entre meio, porém, é complexa e paradoxal, mas também não é excludente.
Research on visual impairment, despite its complexity, has been consolidating in recent years in Brazil. In this perspective, the objective of the research was based on describing the use of tactile models on the Female Reproductive System of the Science discipline, based on an exploratory study carried out with a blind student. The subject of 15 years of age, attended the 8th grade of Elementary School in a school of the municipal network of public education in the municipality of Linhares / ES and frequented the resource room in contraturno. This student presented difficulties regarding the knowledge of the body and its transformations. For this purpose, an Educational Module was structured and applied, whose approach permeated the theoretical basis that surrounds the theme in question in the search to promote greater clarification and autonomy to the blind student including tactile models . The topics covered were Puberty, Menstrual Cycle, Female Reproductive System, Pregnancy, Sexually Transmitted Diseases - STDs, Myths and Taboos and Sex and Sexuality. The tactile models used were: one on the Reproductive System and another on the Table of the Menstrual Cycle. The methodological approach of this study had the exploratory qualitative approach of descriptive character. She had as subject blind student, the teacher of the specialized educational service, the monitor and two pedagogues of the school where the resource room functioned. Data collection instruments consisted of spontaneous observations in the context of regular education recorded in field diaries and semi-structured interviews in the school and family context. Audio-recording, video-recording and, at times, photographic records were used. The analysis of the data showed that blind students did not differentiate their learning from sighted students, what will differentiate are the mechanisms used to have access to the curriculum and appropriate knowledge when it is taught. Through the analysis, it was also possible to identify that the common school had an impoverished curriculum in view of the needs of students with disabilities. It can be concluded that the difficulties presented by the blind student are more of a social order than a biological one, since the family did not give continuity to the actions developed by the resource room, delaying the autonomy process of the blind subject, putting it at a disadvantage society. As for the common school, in which the blind student studied, it is concluded that it is not integrative or inclusive, it is in between, but it is complex and paradoxical, but it is not exclusive.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8593
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_10560_VERSAO FINAL Dissertação - MODELOS TÁTEIS SOBRE O SRF para salvar no CD.pdf2.16 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.