Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8620
Título: A INTEGRAÇÃO DO ENSINO MÉDIO À EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO NO CURSO TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES - IFES CAMPUS COLATINA.
Autor(es): ALMEIDA, J. F.
Orientador: LIMA, M.
Palavras-chave: Ensino Médio Integrado
Currículo Integrado
Instituto Feder
Data do documento: 19-Abr-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: ALMEIDA, J. F., A INTEGRAÇÃO DO ENSINO MÉDIO À EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO NO CURSO TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES - IFES CAMPUS COLATINA.
Resumo: Na presente pesquisa visou-se analisar a oferta e o funcionamento do Curso Técnico Integrado em Edificações - campus de Colatina, a partir de 2004, tendo em vista a política de oferta das modalidades de ensino com foco na integração curricular do Ensino Médio à educação profissional técnica de nível médio. Este estudo orientou-se pela perspectiva marxista e dialogou com a produção do GT-09 da ANPED que advoga uma formação humana integral. O ensino médio integrado, forma de oferta da educação profissional técnica de nível médio, possui dentre seus pressupostos a formação humana e a integração curricular, que visa à superação da dualidade que perpassa a educação brasileira. Esta investigação utilizou-se das fontes: documentos institucionais do IFES (Projeto do Curso de Edificações, PDI, ROD, relatórios de gestão) e desenvolveu-se por intermédio da visita in loco com observação e entrevistas com os professores e aplicação de questionários com alunos e gestores do Curso de Edificações. Na primeira etapa evidenciou-se a demanda e a oferta da educação profissional, do ensino médio e do ensino médio integrado em nível nacional, estadual e local (microrregião noroeste e município de Colatina) o que sinalizou a carência da oferta do ensino médio estadual e a importância da oferta federal e os riscos da verticalização. Na segunda etapa, o contato com os sujeitos da pesquisa revelou a complexidade do funcionamento da integração curricular, os seus limites e possibilidades para implementação e funcionamento do ensino médio integrado no campus Colatina. Dentre os limites para a efetivação da integração evidenciou-se que a expansão e a verticalização da oferta do IFES influenciam diretamente na oferta de cursos integrados. Dentre os desafios, destaca-se a gestão e distribuição dos conteúdos no currículo realizada pelos gestores e docentes. A implementação da organização curricular pode levar a um processo de justaposição dos componentes escolares e acarretar sobrecarga sobre os discentes na medida em que se eleva os itens de estudo, o número de avaliações que podem chegar a um número elevado em um ano, demonstrando o conteudismo da cultura escolar do IFES. Tal situação pode aumentar as demandas de estudo nos cursos, interferindo no processo de aprendizagem dos alunos, que necessitam de diferentes estratégias a fim de se organizarem para atender a este processo de empilhamento das tarefas escolares. Não obstante, no interior do processo de justaposição e fragmentação aqui apontados ocorrem práticas integradoras que possibilitam sua superação. Deste modo, em que pese os limites, desafios e contradições, o funcionamento do ensino médio integrado de oferta federal apresenta inúmeras qualidades que no contexto de esvaziamento do direito à educação no município de Colatina representa a garantia do direito a uma inserção social para os jovens da região noroeste.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8620
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12140_dissertação versão final Jaqueline Ferreira de Almeida.pdf3 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.