Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8627
Título: Entre linhas e letras de Rafael: estudo sobre a escolarização de uma criança com autismo no ensino comum
Autor(es): SANTOS, E. C.
Orientador: Ivone Martins de Oliveira
Palavras-chave: Desenvolvimento infantil
Crianc807
a com autismo
Data do documento: 21-Jun-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SANTOS, E. C., Entre linhas e letras de Rafael: estudo sobre a escolarização de uma criança com autismo no ensino comum
Resumo: Este estudo teve como objetivo analisar como ocorre o desenvolvimento da leitura e da escrita da criança com autismo no ensino comum. Utiliza uma metodologia qualitativa, realizada por meio de um estudo de caso do tipo etnográfico, que se desenvolveu em um trabalho colaborativo, à luz do aporte teórico e metodológico da perspectiva histórico-cultural. Para a coleta de dados, recorreu-se à observação participante, registros em diários de campo, filmagens, fotografias e entrevistas com os sujeitos envolvidos na pesquisa. Além disso, analisa os registros arquivados na escola, relatórios e laudos do sujeito com autismo foco do estudo. Toma o paradigma indiciário como base para a análise dos documentos e dos eventos observados e fundamenta a análise dos dados nos Pressupostos da Psicologia Histórico-Cultural de Vigotski e colaboradores, especificamente, nas elaborações construídas sobre o papel do outro e da linguagem na constituição do sujeito. A análise dos dados permitiu a compreensão de que os modos de inserção da criança com autismo nos diferentes tempos e espaços da escola e a constituição de si como aluno foram se estabelecendo com o passar dos anos; e que os profissionais e o trabalho educativo, a partir do planejamento coletivo e das ações pedagógicas, contribuíram para o percurso de simbolização da criança com autismo. O caminho percorrido pela criança, em relação à apropriação da linguagem escrita, teve momentos de avanços e retrocessos em um movimento não linear. Os dados indicam ainda que as interações verbais e a mediação pedagógica nas atividades de leitura e escrita contribuíram para avanços no desenvolvimento mental da criança com autismo, principalmente em relação à atenção voluntária e ao desenvolvimento da percepção, e na apropriação da leitura e da escrita.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8627
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_6028_Emilene Coco.pdf2.72 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.