Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8630
Título: DESAFIOS e Possibilidades na Inclusão de Alunos Com Deficiência no Proeja Ifes Campus Vitória no NAPNE
Autor(es): SILVA, R. G.
Orientador: OLIVEIRA, E. C.
Palavras-chave: Deficiência
Napne
Proeja
Inclusão
Data do documento: 1-Out-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SILVA, R. G., DESAFIOS e Possibilidades na Inclusão de Alunos Com Deficiência no Proeja Ifes Campus Vitória no NAPNE
Resumo: O Trabalho apresentado é resultado da investigação que teve como objeto de estudo as práticas educativas com vistas à inclusão promovidas pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes) Campus Vitória, dentro do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional à Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja), envolvendo alunos com deficiência do curso Técnico em Segurança do Trabalho que tinham como apoio o Núcleo de Atendimento a Pessoa com Necessidade Específica (Napne). Teve como objetivo conhecer e avaliar a política inclusiva do Ifes Campus Vitória a partir de ações em curso e já implementadas - no Plano de Desenvolvimento Institucional e no Projeto Pedagógico Institucional. Enfatizamos as ações e atividades do Napne no intuito de incluir esses alunos nesse espaço. Optou-se pela metodologia do estudo de caso, tomando como instrumentos para levantamento de dados: diários de campo; observação participante, análise documental, realização de entrevistas e aplicação de questionários a dezoito pessoas entre docentes, alunos, estagiárias, psicóloga e coordenadora. Diante da realidade estudada podemos inferir, a partir da legislação vigente no campo da educação inclusiva e dos dados empíricos levantados, que a inclusão tem sido apontada pelos atores envolvidos como positiva, acarretando uma série de mudanças para a concretização da proposta mesmo diante das dificuldades. Como resultados os docentes anseiam por uma formação continuada com a participação de todos os professores (do ensino geral e da área técnica), como espaço de trocas de experiências, aprendizados e constituição de novos saberes e como ferramenta necessária para a sensibilização de todos ao processo inclusivo e mudança de mentalidade. O Napne tem se consolidado como instrumento de fortalecimento da inclusão, auxiliando não só a entrada desse aluno, mas principalmente, sua permanência e a conclusão do curso, embora ainda notamos a falta de recursos humanos capazes de atender de forma apropriada pessoas jovens e adultas com deficiência.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8630
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_8426_Diisertação Rosilene.pdf2.04 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.