Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8669
Título: O devir-docência das "pessoas grandes", agenciado pelos devires-menores do povo-criança
Autor(es): Paoliello, Juliana
Orientador: Carvalho, Janete Magalhães
Palavras-chave: Enunciações infantis
Educação - menor
Devir - criança
Docência em devir
Data do documento: 8-Jul-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Este trabalho é um convite às pessoas grandes docentes, em seu devir-criança, que habitam os territórios-CMEIáions a problematizar práticas educativas que ainda tendem às prescrições, burocratizações e clichês que insistem numa educação escolarizada com crianças. Busca, nas Filosofias da Diferença, conceitos que movimentem o pensamento e aposta nas enunciações infantis como possíveis para potencializar os processos formativos docentes a partir de uma educação-menor. Tem como principais intercessores teóricos Deleuze e Guattari, em interseção com Espinosa. Além desses autores, o presente trabalho compõe com colaboradores no campo dos currículos e cotidianos (CERTEAU, ALVES, CARVALHO, FERRAÇO, GARCIA e OLIVEIRA) bem como nos estudos com crianças e formação docente (CORAZZA, GALLO e KOHAN) da experiência (LARROSA) e da invenção (KASTRUP) e também com o povo criança e as pessoas grandes docentes com suas narrativas enunciativas que, produz uma escrita que afirma a potência das vidas nos Cmeis. Os deslizamentos com os processos de pesquisa ganham forças ao fabular, ao modo deleuziano, com o pequeno príncipe e a rosa, suas personagens conceituais, que traçam mapas intensivos com a cartografia (não)método-intervenção em composição com os estudos com os cotidianos. Como objetivos-resultados, cartografa linhas que podem ser pistas para práticas docentes que ocupam brechas em meio ao caos e afirmam a vida nos Territórios-CMEIaión como possível para uma educação-menor; linhas só pensáveis com as enunciações do povo criança.
This work is an invitation to the "adult living" teachers that, meeting their becomingchild, dwell the AiónCMEI-Territory and inquiry educative practices that still tends to prescription, bureaucratization and clichés, that question the insistence in a schooling education to children. In the Philosophies of Difference, this study pursues concepts to move the thought, betting on the children's enunciation as a possible to enhance teacher education processes in a minor-education. Taking Deleuze and Guattari in their relation with Spinoza for major theoretical intercessors, this writing also composes with writers from the Curriculum and Everyday Life studies (CERTEAU; ALVES; CARVALHO; FERRAÇO; GARCIA; OLIVEIRA) as well as with contributors from the childhood studies (CORAZZA; GALLO; KOHAN), from the experience studies (LARROSA) and from the invention studies (KASTRUP). The research slides and strengthen itself once it encounter the fabulation function with Pequeno Príncipe and Rosa, its conceptual personae, tracing intensives maps with the (non)methodintervention of the cartography in composition with the everyday life studies. At last, as objective-results, it cartographs lines that may be clues to teaching practices committed to occupy the gaps among chaos and to affirm the life in the AiónCMEITerritory as a possible to a minor-education; lines that are only thinkable if traced with the enunciation of children-folk.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8669
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9987_TESTE dissertação 2016.pdf7.87 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.