Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8721
Título: A TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO COLETIVA EM INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR: ESTUDO DE CASO EM RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO
Autor(es): CARAN, D. F. L. F.
Orientador: EIRAS, K. M. M.
Data do documento: 4-Jul-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: CARAN, D. F. L. F., A TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO COLETIVA EM INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR: ESTUDO DE CASO EM RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO
Resumo: A alimentação coletiva constitui - se no ramo de merca do de prestação de serviços de fornecimento de refeições prontas para consumo à s populações sadias ou não. Tais atividades são executadas nas Unidades de Alimentação e Nutrição (UAN) dos tipos comerciais ou institucionais . A fim de garantir a qualidade e e ficiência dos serviços prestados diversas organizações optam por terceirizar esses serviços. Os Restaurantes Universitários (RU) das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) são exemplos de UAN institucional . Através deles , as IFES executam suporte e garantia de manutenção do Programa Nacional de Assistência Estudantil. As IFES podem optar por duas modalidades de terceirização: a autogestão mista, através de contratação de serviços com fornecimento de postos de trabalho com empresas parceiras e aquis ição de insumos por parte da organização pública; e concessão de uso de área física associada à prestação de serviço de fornecimento de refeições, neste caso a empresa contratada se responsabiliza por todas as etapas do processo produtivo. A terceirização via concessão de uso de área física para prestação de serviços de alimentação coletiva pode ser uma alternativa à atual gestão do RU do Centro Universitário Norte do Espírito Santo CEUNES, localizado em São Mateus, o qual possui atualmente um sistema de terceirização via autogestão mista . E s te estudo comparou a prática das duas modalidades de terceirização de serviços de alimentação coletiva em IFES da região sudeste do Brasil. F oram avaliados os custos envolvidos, benefícios e deficiências de cada modali dade a fim m elhor se inferir sobre a adequação à realidade da organização, garantindo eficiência do setor e maximizando a utilização d os recursos públicos envolvidos. Os custos e padrões (qualidade) p uderam ser apurados através de análise detalhada dos edi tais de licitação e contratos firmados entre as instituições públicas e empresas terceirizadas contratadas para tais finalidades. A análise detalhada dos documentos colhidos na pesquisa documental evidenciou a adoção da concessão em diversas universidades da região, executando um custo médio de R$ 8,16 (oito reais e dezesseis centavos) no ano de 2018 e a indicação de contrato de concessão de uso com previsão de orçamento em valor médio máximo de R$ 12,57 (doze reais e cinquenta e dois centavos) por refeição no RU / C EUNES para embasar um possível processo licitatório . P alavras - chave: Restaurante. Universidade Pública. T erceirização. Licitação.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8721
Aparece nas coleções:PPGGP - Dissertações de mestrado profissional

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11636_dissertação final - versão com folha de aprovação e ficha catalográfica.pdf13.49 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.