Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8724
Título: Suporte Social: percepções de servidores públicos da Universidade Federal do Espírito Santo - Campus de Alegre
Autor(es): Pianissola, Giselly Ribeiro Passos Vianna
Orientador: Oliveira, Marilene Olivier Ferreira de
Data do documento: 16-Mar-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O suporte social é fator indispensável para promover o bem-estar, saúde física e mental dentro de uma organização. Organizações, sejam públicas ou privadas, devem priorizar valores como autonomia, realização, prestígio e preocupação com a coletividade, fundamentais para percepção do suporte social. Este trabalho teve como principal objetivo compreender os processos de suporte social no campus de Alegre da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), a partir das percepções e expectativas dos técnico-administrativos em educação (TAEs). Tratou-se de uma pesquisa qualitativa, de caráter descritivo, que utilizou o método da etnografia para coleta de dados. Dentro do universo etnográfico, as ferramentas utilizadas foram: a observação sistemática participativa, cujas impressões resultaram em um diário de campo; um formulário online para captar percepções dos servidores sobre o tema; e um grupo focal. Organizaram-se as informações obtidas em tópicos, agrupando-as nas dimensões emocional, instrumental e informacional do suporte social. Em seguida, a partir dessas informações, foi construída uma descrição densa da realidade local, que permitiu conhecer frustrações e expectativas dos TAEs. Como importante resultado percebeu-se uma forte rede de apoio criada entre servidores para suprir a ausência do suporte institucional, sobretudo com relação às questões instrumentais e de gestão de pessoas. Como consequência dessa ausência de apoio, as relações se fortalecem e auxiliam a lidar com as dificuldades cotidianas para o desempenho das funções laborais. Outro resultado a ser destacado é a diferença na estrutura para as atividades de lazer, observada entre o campus de Goiabeiras e o campus de Alegre, onde existem poucas iniciativas para prática de atividades fora do horário de trabalho, fruto de iniciativas coletivas. Espera-se que, a partir desse levantamento, seja estimulada a prática da reflexão por parte dos gestores, de modo que busquem estratégias para corrigir os pontos deficientes, dentro das limitações do atual momento político e econômico. A fim de colaborar nesse sentido, como produto técnico, elaborou-se um projeto de suporte social para os servidores do campus de Alegre.
Social support is an indispensable factor in promoting well-being, physical and mental health within an organization. Organizations, whether public or private, should prioritize values such as autonomy, achievement, prestige and concern with the community, fundamental for the perception of social support. The main objective of this work was to understand the social support processes at Alegre campus of the Federal University of Espírito Santo (UFES), based on the perceptions and expectations of the technical-administrative in education (TAEs). It was a qualitative research, of descriptive character, that used the method of ethnography for data collection. Within the ethnographic universe, the tools used were: participatory systematic observation, whose impressions resulted in a field diary; an online form to capture perceptions of the servers on the subject; and a focus group. The information has been organized into topics, grouping them into the emotional, instrumental and informational dimensions of social support. Then, from this information, a dense description of the local reality was constructed, which allowed to know frustrations and expectations of the TAEs. As an important result, a strong support network was established between servers to cover the absence of institutional support, especially with regard to instrumental and personnel management issues. As a consequence of this lack of support, relationships strengthen and help to deal with daily difficulties in the performance of work functions. Another result to be highlighted is the difference in structure for leisure activities observed between the campus of Goiabeiras and the campus of Alegre, where there are few initiatives to practice activities outside of working hours, as a result of collective initiatives. It is hoped that, from this research, the practice of reflection will be stimulated by managers, so that they look for strategies to correct deficient points, within the limitations of the current political and economic moment. In order to collaborate in this sense, as a technical product, a social support project was developed for the employee of the Alegre campus.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8724
Aparece nas coleções:PPGGP - Dissertações de mestrado profissional

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11996_Dissertação final Pósbanca- Giselly20180403-145620.pdf929.44 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.