Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8742
Título: Serviço Social e comunidades : experiências de atuação e perspectivas de (re)atualização crítica
Autor(es): Botelho, Thaynara Moreira
Orientador: Alvez, Adriana Amaral Ferreira
Palavras-chave: Capitalismo
Comunidades Sociais
Crise estrutural histórica
Experiências comunitárias
Data do documento: 31-Ago-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Esta dissertação objetiva analisar as experiências de atuação das (os) assistentes sociais com comunidades no Brasil desde meados da década de cinquenta do século XX. Para tanto, recorreu-se ao método qualitativo pautado no marxismo articulando-o à pesquisa bibliográfica. Os desdobramentos deste estudo foram estruturados desde as experiências comunitárias que possuíam traços pré-modernos até as experiências pautadas na luta por direitos sociais em um momento de crise estrutural do capital. No tempo histórico atual, o sistema produtor de mercadorias chegou ao limite intrans-ponível de sua existência. Dessa forma, a capacidade de financiamento de políticas sociais pelos ordenamentos do capitalismo também entrou em crise. Diante das ne-cessidades das mulheres e homens encontrarem formas de sobrevivência num con-texto de barbárie social, alternativas de lutas e resistência estão se formando por fora das vias institucionalizadas. A análise do percurso histórico da atuação do Serviço Social com as experiências comunitárias espontâneas (que possuíam traços pré-mo-dernos) até a consolidação de experiências institucionalizadas modernizadas no perí-odo ditatorial e depois dele, nos permite pensar em alternativas de prática profissional para além da garantia de direitos. Com o limite histórico do modo de produção capita-lista, as massas de seres humanos (não mais rentáveis ao capital) podem encontrar formas de resistência que transcendam o próprio sistema. Para tanto, há necessidade de refletirmos sobre o trabalho da (o) assistente social com comunidades no sentido de não interromper as experiências produzidas pelas massas no momento histórico de barbárie social.
This dissertation materializes to analyze experiences of social worker performance in community of Brazil since fifties in the twentieth century. For this reason, it used the qualitative method marked in Marxism and based in bibliographic search. The ramifications of this study were structured since the community experiences that had premodern trace until experiences marked in struggle for social rights in a moment of structural crisis of capital. In the current historic time, the merchandise producer system got into unable limit of its existence. In this way, the capacity of social politics financing to capitalism orders also fell into crisis. Before women and men necessity to find way of survival in the social barbarism context, the alternative struggles and resistance options are forming out of institutionalized way. The analysis of the historical development of the Social Work performance with community and spontaneus experiences (that had pre-modern traces) until consolidation of institutionalized and modernized experiences in the dictatorial period and after it, permit us thinking in professional practice alternative beyond guarantee of our rights. Therefore, with the historic limits of capitalism production, people (no more lucrative to the capitalism) may find way of resistance that transcend the system itself. For this reason, there is need to reflect about the work of Social Worker with communities to not interrupt the experiences produced by people in the historic moment of "social barbarism".
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8742
Aparece nas coleções:PPGPS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_10388_Thaynara Moreira Botelho.pdf1.12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.