Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8743
Título: "Nova burguesia nacional" nos governos Lula e Dilma? : uma crítica às teses de Armando Boito Júnior (2003-2013)
Autor(es): Oliveira, Raphael Rodrigues de
Orientador: Faleiros, Rogério Naques
Palavras-chave: Armando Boito Junior
Governos Lula e Dilma
Burguesia Nacional
Financeirização
Caio Prado Júnior
Data do documento: 5-Dez-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Este trabalho tem por objetivo realizar uma análise crítica as teses elaboradas por Armando Boito Júnior (2003-2013) sobre a nova burguesia nacional nos governos Lula e Dilma. No primeiro capítulo é realizada uma revisão bibliográfica dos textos em que o autor trata do tema. No segundo, pesquisa empírica de análise da composição acionária das empresas que constituem a nova burguesia nacional. Por fim, argumentação crítica com base nos autores que tratam do tema referente a financeirização, e no entendimento de elementos da formação histórica do país a partir de Caio Prado Júnior.
The aim of this work is presents a critical analyze Armado Boito Junior’s thesis about the development of a new national bourgeoisie during presidential governments of Luiz Inácio Lula da Silva (2003 – 2010) and the first mandate of Dilma Roussef (2011 – 2014). First, presents a bibliographic review of the author’s writes about the theme. In second, a research about the stockholder structure of the representative companies of the new national bourgeoisie. By the end, critic questions in basis of authors that treat financialization thematic, and by the understanding of questions about the historical formation of Brazil, according Caio Prado Júnior.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8743
Aparece nas coleções:PPGPS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_10496_RAPHAEL RODRIGUES DE OLIVEIRA.pdf1.55 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.