Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8745
Título: Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES) : a autoavaliação institucional na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
Autor(es): Rangel, Danielle Freitas
Orientador: Vargas, Neide César
Coorientador: Gomes, Maria das Graças Cunha
Palavras-chave: Autoavaliação institucional
Contrareforma
Data do documento: 31-Mar-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo compreender criticamente o processo de autoavaliação institucional nas perspectivas do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES) na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), no período de 2004 a 2015 buscando analisar qual o enfoque adotado no processo avaliativo, se formativo ou controlador. Esse estudo contempla a revisão bibliográfica e pesquisa documental acerca do planejamento, execução e resultados do processo avaliativo em nível federal no país. Apresenta considerações sobre a trajetória da avaliação da educação superior no Brasil, especialmente no contexto de contrarreforma do Estado e desmonte das políticas sociais, tendo como referência as categorias e conceitos: Capitalismo contemporâneo, Estado regulador, contrarreforma do ensino superior, avaliação formativa e avaliação meritocrática. Nesse trabalho o SINAES e suas ações de autoavaliação institucional são compreendidos como ações de política educacional que visam o autoconhecimento da instituição de ensino superior pela via da comunidade acadêmica na busca pela melhora da qualidade do ensino e dos serviços prestados pela instituição. Tais ações se expandem em um processo contraditório num contexto de crise estrutural do capitalismo, manifestando enfoque controlador e enfoque formativo, com prevalência do primeiro. Como resultado desta pesquisa foi possível identificar avanços e limites no processo de autoavaliação institucional desenvolvido na UFES. Dentre eles destacamos, de um lado, o gradual reconhecimento da importância de se fazer uma autoavaliação e da necessidade de avançar para além das exigências básicas do processo avaliativo, e por outro lado, a persistência da cultura de não avaliação e de um processo ainda burocrático e meramente técnico, de prestação de contas, com incipientes avanços no processo avaliativo.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8745
Aparece nas coleções:PPGPS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_10816_DISSERTACAO DANIELLE FREITAS RANGEL.pdf1.16 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.