Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8775
Título: Distribuição, igualdade social e desenvolvimento : a experiência cubana
Autor(es): Stocco, Aline Faé
Orientador: Nakatani, Paulo
Coorientador: Soto, Olga Perez
Palavras-chave: Socialismo
Cuba
Distribuição
Igualdade
Data do documento: 9-Jun-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Esta tese parte da experiência de construção do socialismo em Cuba para estudar as relações de distribuição em sua unidade com as relações sociais de produção. Nesse sentido, busca-se demonstrar que os resultados alcançados pelo país em termos de igualdades sociais e desenvolvimento estiveram relacionados à constituição de um sistema de distribuição que assumiu características particulares conferidas pela construção de relações socialistas de produção. Para isso, descreve-se o processo de socialização dos meios de produção que ocorreu no país a partir de 1959, bem como o estabelecimento da planificação como forma de regulação social da produção. Relacionado a isso, mostra o surgimento de novos mecanismos de apropriação da riqueza produzida no país o que, por sua vez, se configurou em um sistema de distribuição que passou a garantir a todos a satisfação de um conjunto de necessidades materiais e espirituais. Adicionalmente, expõe-se a amplitude da crise que Cuba vivenciou no início da década de noventa em virtude, pelo menos, do desaparecimento do Sistema Socialista Mundial e do acirramento do bloqueio econômico. Com isso, descrevem-se as medidas emergenciais adotadas pelo governo no sentido de conservar a experiência cubana de construção do socialismo. Em seguida, analisam-se as mudanças de caráter estrutural em relação ao surgimento de uma diversificação das formas de gestão dos meios de produção durante a década de noventa: a dualidade monetária e a segmentação da economia. Por fim, mostram-se as distorções que foram produzidas no sistema de distribuição e como o mesmo foi perdendo a capacidade de manter o nível de vida e de igualdade social alcançada até 1989, exigindo um novo processo de mudanças. Assim, finaliza-se evidenciando o elevado grau de complexidade que caracteriza as relações de distribuição na atualidade e analisa das mudanças que estão em curso dentro do denominado “processo de atualização do modelo econômico e social”.
La presente tesis aborda el estudio de las relaciones de distribución en su unidad con las relaciones sociales de producción, a partir de la experiencia de construcción del socialismo en Cuba. En este sentido, busca demostrar que los resultados alcanzados por el país en términos de igualdad social y desarrollo estuvieran relacionados con la constitución de un sistema de distribución que asumió características particulares conferidas por la construcción de relaciones de relaciones sociales de producción de carácter socialista. Para ello, se describe el proceso de socialización de los medios de producción que ocurrió en el país a partir de 1959; así como, el establecimiento de la planificación como forma de regulación social de la producción. Relacionado a ello, se muestra el surgimiento de nuevos mecanismos de apropiación de la riqueza producida en el país lo que, a su vez, se concretó en un sistema de distribución que pasó a garantizar a todos la satisfacción de un conjunto de necesidades materiales y espirituales. Adicionalmente, se expone la amplitud de la crisis que Cuba vivió en el inicio de la década de los años noventa, en virtud de la desaparición del Sistema Socialista Mundial e del recrudecimiento del bloque económico de Estados Unidos. Posteriormente, se describen las medidas emergentes adoptadas por el gobierno en aras de conservar la conservar la experiencia cubana de construcción del socialismo, y se analizan las transformaciones de carácter estructural que en el transcurso de la década del noventa fueron implementadas, relacionándolas al surgimiento de una diversificación de las formas de gestión de los medios de producción, la dualidad monetaria y la segmentación de la economía. Posteriormente, se muestran las distorsiones que fueron producidas en el sistema de distribución e cómo el mismo fue perdiendo la capacidad de mantener el nivel de vida y de igualdad de social alcanzada hasta 1989; exigiendo un nuevo proceso de transformaciones. Se finaliza evidenciando el elevado grado de complejidad que caracteriza a las relaciones de distribución en la actualidad y se analizan las transformaciones que están en curso dentro del denominado proceso de actualización del modelo económico y social.
This thesis starts from the experience of construction of socialism in Cuba to study the relationship of distribution in its unit with social relations of production. In this sense, will be demonstrated that the results achieved by Cuba in social equality and development were related to the constitution of a distribution's system that assumed particular characteristics conferred by the construction of socialists relations of production. For this, describes the process of socialization of the means of production that occurred in the country after 1959, as well as the settle of the planning as the form of social regulation of production. Related to this, shown the rising of new mechanism of wealth appropriation produced in the country that resulted in a system of distribution that started to afford, for all folks, the satisfaction from their spiritual and material necessities. Additionally, exposes the range of the crises that Cuba had lived in the beginning of 1990's because of, at least, the fall of world socialist system and the hardening of economic block by USA. With this, describes the ermegencial measures adopted by the government in order to conserves the Cuban experience in the construction of the socialism. Hence, analyses the structural changing that were implemented in relationship with the rising of a diversification of the management forms of the means of production during the 1990's: monetary duality and economic segmentation. Finally, shown distortions that were produced in the distribution's system, as well as how its system had been losing its capacity of maintain the standard of living and social equality achieved until 1989, which requiring a new process of changing. Hence, evidences the elevated degree of complexity that characterizes the actual relations of distribution; and analysis the changing that were in course within the denominated "process of actualization of economic and social model".
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8775
Aparece nas coleções:PPGPS - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11058_Aline Faé Stocco.pdf2.63 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.