Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8873
Título: Cooperativas de Crédito x Bancos: Análise da Melhor Opção para o Cliente Investidor Ou Captador de Recurso
Autor(es): Caliman, Lorena
Orientador: Sarlo Neto, Alfredo
Data do documento: 15-Ago-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O mercado bancário brasileiro permite a oferta de crédito e investimentos por diferentes instituições financeiras. Neste mercado, produtos e serviços similares, com tarifas e taxas competitivas, são ofertados por sociedades com perfis distintos, dentre elas as cooperativas de crédito, sociedade de pessoas, e os bancos, sociedade de capital. Este estudo avaliou a melhor opção para o correntista investidor ou tomador de recursos, entre operar com os bancos ou com as cooperativas de crédito. Foram analisados 728 registros de bancos e cooperativas, que compreenderam 16 instituições financeiras, distribuídos no período de dezembro de 2010 a dezembro de 2016. O trabalho foi desenvolvido com base em duas hipóteses, ambas comparando bancos em relação as cooperativas de crédito. A primeira afirma que os bancos oferecem a melhor opção para o correntista investidor, considerando a valorização das ações, os juros, proventos e dividendos e tarifas pagas. Já a segunda hipótese assegura que os bancos comerciais e múltiplos oferecem a melhor opção para o correntista tomador de empréstimo, considerando as taxas praticadas nas operações de crédito. Os resultados obtidos permitiram aceitar a primeira hipótese, visto que o valor final nos investimentos realizados é em média 41% menor nas cooperativas que nos bancos. A segunda hipótese foi rejeitada já que a taxa praticada na carteira de crédito das cooperativas é em média 15% menor quando comparada a taxa dos bancos. Por fim, a pesquisa sugere que os bancos apresentam a melhor opção para os correntistas investidores, e as cooperativas de crédito a melhor opção para os clientes tomadores de recurso.
The brazilian banking market allows the offer of credit and investments by different financial institutions. In this market, similar products and services, with rates and competitive services charges, are offered by companies with different profiles, among them credit cooperatives, people's companies, and banks, capital companies. This study evaluated the best option for the investor or borrower, between operating with banks or with credit unions. A total of 728 records of banks and cooperatives were analyzed, comprising 16 financial institutions, distributed between December 2010 and December 2016. The work was developed based on two hypotheses, both comparing banks in relation to credit cooperatives. The first one states that banks offer the best option for the investor, considering the valuation of the shares, interest, dividends and services charges paid. The second hypothesis assures that banks offer the best option for the borrower, considering the rates practiced in credit operations. The results obtained allowed to accept the first hypothesis, since the final value in the investments made is on average 41% lower in cooperatives than in banks. The second hypothesis was rejected since the rate practiced in the credit portfolio of the cooperatives is on average 15% lower when compared to the bank rate. Lastly, the survey suggests that banks present the best option for current account holders, and credit unions are the best option for borrowers.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8873
Aparece nas coleções:PPGCON - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11298_Dissertação Lorena Caliman.pdf1.13 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.