Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8876
Título: Relação entre a capacidade dinâmica e o desempenho da firma a partir de métricas contábeis
Autor(es): Ricardo, Veronica Silva
Orientador: Louzada, Luiz Cláudio
Data do documento: 13-Mar-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Este estudo investigou a relação entre a capacidade dinâmica e o desempenho da firma e, adicionalmente, o efeito moderador dos determinantes do setor, como grau de concentração e nível de imprevisibilidade, construídos a partir de métricas contidas nas demonstrações contábeis. Com base no argumento de que as capacidades dinâmicas, sob o enfoque de processos, são monitoradas por meio dos processos operacionais da firma, que são evidenciadas pelos índices que compõem ciclos operacional e financeiro, tendo efeitos peculiares em indústrias distintas. A amostra foi extraída do banco de dados Comdinheiro® e engloba as empresas de capital aberto listadas na B3. Os dados contábeis foram coletados de forma trimestral no período de 2010 a 2016. Utilizou-se cinco modelos de regressão linear múltipla, com interação entre variáveis e combinando modelos aninhados para testar as hipóteses. Os resultados sugerem a existência de relação inversa entre as capacidades dinâmicas, quando monitoradas pelos indicadores dinâmicos que compõem os ciclos operacional e financeiro, e o desempenho da firma. De forma complementar, identificou-se também um efeito moderador do grau de concentração e do nível de dinamismo do setor nas relações entre dinâmica operacional e desempenho da firma.
This study investigated the relationship between dynamic capabilities and firm performance and, in addition, the moderating effect of industry determinants, such as concentration and level of unpredictability, constructed from the metrics contained in the financial statements. Based on the argument that dynamic capabilities, under the process approach, are monitored through the firm's operational processes, which are evidenced by the indexes that make up operational and financial cycles, having peculiar effects in different industries. The sample was extracted from the Comdinheiro® database and includes publicly traded companies listed on B3. The accounting data were collected quarterly in the period from 2010 to 2016. We used five multiple linear regression models, with interaction between variables and combining nested models to test the hypotheses. The results suggest the existence of an inverse relationship between the dynamic capabilities, when monitored by the dynamic indicators that make up the operational and financial cycles, and the performance of the firm. Furthermore, a moderating effect of the degree of concentration and the level of dynamism in the relationship between operational dynamics and firm performance was also identified
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8876
Aparece nas coleções:PPGCON - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11864_Dissertação Veronica _ FINAL.pdf1.42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.