Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8897
Título: Consciência Política e Participação dos Representantes da Sociedade Civil no Conselho Municipal de Assistência Social de Vitória (ES)
Autor(es): DAU, A. G.
Orientador: PALASSI, M. P.
Data do documento: 2-Mai-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: DAU, A. G., Consciência Política e Participação dos Representantes da Sociedade Civil no Conselho Municipal de Assistência Social de Vitória (ES)
Resumo: Os conselhos gestores, instituições participativos incluídas no arcabouço jurídico do Estado Brasileiro pela Constituição Federal de 1988, tornaram-se o principal instrumento de alinhamento entre interesses diretos da sociedade civil e do poder público. Criaram-se, assim, novas relações de gestão compartilhada entre sociedade e Estado, que requerem a consolidação de atores sociais que estejam dispostos a trabalhar em prol da democracia deliberativa. Partindo dessas considerações busca- se, neste trabalho, compreender como se configura a consciência política e a participação dos conselheiros titulares e suplentes representantes da sociedade civil no Conselho Municipal de Assistência Social de Vitória (ES). A discussão se baseia no modelo de consciência política para compreensão da participação em ações coletivas de Sandoval (2001). Trata-se de uma pesquisa qualitativa, cujos dados foram obtidos por meio da análise de documentos, observação não participante às plenárias e entrevistas semiestruturadas com 8 conselheiros titulares e suplentes representantes da sociedade civil do Conselho, submetidos à análise de conteúdo (BARDIN, 2004). Os resultados revelaram configurações diferentes de consciência política entre os três segmentos representativos da sociedade civil no conselho: representantes dos usuários demonstraram-se mais propensos a sentimentos envolvendo a Identidade Coletiva, Eficácia Política e sentimentos de Justiça e Injustiça. Representantes de entidades mostraram-se mais ligados a sentimentos de Identidade Coletiva, Interesses Antagônicos e Adversários e Eficácia Política. Representantes dos trabalhadores da área demonstraram sentimentos ligados a Eficácia Política e Sentimentos de Justiça e Injustiça. Conclui-se que diferentes consciências políticas interferem na participação dos representantes: representantes de trabalhadores participam de maneira limitada às plenárias, comissões temáticas e em ONGs. Representantes de usuários participam de maneira mais abrangente em movimentos sociais, associações de bairros e junto à administração pública, cobrando ações de interesse social. E representantes de entidades participam de movimentos sociais, de ações junto ao poder público e em movimentos que envolvem os assistidos pelas entidades.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8897
Aparece nas coleções:PPGADM - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10965_DISSERTAÇÃO ARTHUR GOMES DAU.pdf1.07 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.