Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8912
Título: À flor da pele : experiência estética em uma feira livre de Vitória/ES.
Autor(es): Ferreira, Tatiane Alves
Orientador: Fantinel, Letícia Dias
Palavras-chave: Estética
Feiras livres
Flores
Estudos organizacionais
Data do documento: 20-Abr-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A presente dissertação se vale da abordagem teórica da estética organizacional para compreender como se desvelam as experiências estéticas no comércio de flores em uma feira livre. Para tanto, imergi de corpo e alma em campo de julho a setembro de 2017, observando e participando das atividades cotidianas dos feirantes. Assim pude realizar a colheita do conhecimento sensível, cujas experiências foram descritas em oito densos diários de campo, analisados a partir dos pressupostos específicos da compreensão empática. Os resultados apontam para a experiência estética desvelada em um comércio de flores que é margeado por cores, sons, cheiros, sabores e texturas apreendidos por meus sentidos. Apreendi que o tempo da feira é dividido em tempos normativos, estabelecidos pelo poder público, e pelo tempo do sol, que castiga o belo das flores e orquestra o movimento das atividades. Apreendi que o conhecimento estético se manifesta de duas formas básicas: o saber fazer descrito pela expressão popular “mão boa” e o saber fazer adquirido em cursos. Tendo apreendido o conhecimento sensível procurei descrever e refletir a experiência estética, imbricada nas práticas corporais, multissensoriais e materialidade, organizadas a partir das categorias estéticas agógicas, belo, feio, cômico, sagrado e pitoresco.
The present dissertation draws on the theoretical approach of the organizational aesthetics to understand how aesthetic experiences are revealed in the flower trade in a street market. For that, I immersed body and soul in the field from July to September 2017, observing and participating in the daily activities of the street market. Thus I was able to realize the collection of sensitive knowledge, whose experiences were described in eight dense field diaries, these were analyzed from the specific assumptions of empathic understanding. The results point to the aesthetic experience unveiled in a flower trade that is bordered by colors, sounds, smells, tastes and textures seized by my senses. I learned that the time of the street market is divided into normative times, established by the public power, and by the time of the sun, which punishes the beautiful flowers and orchestrates the movement of activities. I learned that aesthetic knowledge is manifested in two basic forms: the know-how described by the popular expression "Green finger" and the know-how acquired in courses. Having apprehended the sensitive knowledge, I tried to describe and reflect the aesthetic experience, imbricated in the bodily, multisensory and materialistic practices, organized from the aesthetic categories agogic, beautiful, ugly, comical, sacred and picturesque. The study has a glossary that organizes terms related to floriculture and and street market in order to provide a better understanding of the specific terms used in this study.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8912
Aparece nas coleções:PPGADM - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_12102_Dissertacao versao final - Tatiane Alves.pdf2.35 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.