Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8975
Título: Os sentidos do sindicalismo na revista Veja : um estudo em representações sociais
Autor(es): Peroni, Guilherme Gustavo Holz
Orientador: Silva, Priscilla de Oliveira Martins da
Palavras-chave: Sindicalismo
Trabalho
Mídias
Representações sociais
Data do documento: 9-Jul-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O sindicato dos trabalhadores é uma entidade que defende os direitos e os interesses dos trabalhadores. O sindicalismo brasileiro esteve presente em momentos históricos importantes do país, como por exemplo, no golpe a Vargas, no golpe militar de 1964 e no movimento de redemocratização e das Diretas Já (BOITO JR, 2005). Assim, torna-se fundamental analisar o contexto histórico, social, político e econômico em toda a sua amplitude para compreender as transformações das relações trabalhistas e do movimento sindical brasileiro. São diversos os sentidos do sindicalismo que circulam dentro de uma organização e, da mesma forma, na sociedade brasileira. Ademais, a mídia, integrada e atenta ao contexto político, social e econômico, também constrói e põe a circular sentidos e valores sobre o sindicalismo. Diante disso, a presente pesquisa tem como objetivo analisar os sentidos sobre o sindicalismo disseminados na Revista Veja, nos seguintes períodos históricos: Ditadura Militar (1968 a 1985); 4ª República ou redemocratização (1985 a 1990); Globalização e Neoliberalismo (1990 a 2002); Era Lula e atualidade (2003 a 2013). Justifica-se a escolha da Revista Veja como fonte de pesquisa devido a sua permanência, continuidade e representatividade no contexto brasileiro. A Teoria das Representações Sociais foi adotada como base para as análises realizadas. O delineamento metodológico utilizado foi o da abordagem qualitativa. Foi realizada uma pesquisa documental, cuja estratégia de coleta de dados foi a consulta a textos jornalísticos. Foram pesquisadas 161 edições da Revista Veja e 331 artigos foram selecionados para análise. A partir dos dados coletados foram construídas 46 categorias de análise, que posteriormente foram organizadas em 12 eixos temáticos. Os resultados indicaram uma pluralidade de sentidos disseminados pela Revista Veja sobre o sindicalismo. No período da ditadura militar, as relações de trabalho da época foram consideradas como um fator para o ressurgimento da luta sindical e para o fortalecimento do sindicalismo, e em contrapartida, ocasionaram os conflitos entre governo e sindicatos. O novo sindicalismo surgiu durante a ditadura militar com uma postura radical e esquerdista e foi fortemente combatido pelo governo ditatorial, no entanto, foram inseridos positivamente num conjunto de entidades e sujeitos importantes para a reabertura política e a implantação e desenvolvimento da democracia no Brasil. Com o movimento neoliberal, as relações trabalhistas foram relatadas como fator da crise do sindicalismo. Os sindicatos, em alguns casos, tiveram que aceitar a redução salarial para a manutenção do emprego. A partir disso, constatou-se uma intensificação dos sentidos negativos atribuídos ao sindicalismo na atualidade, como o peleguismo, apoio sindical ao governo, abandono dos interesses da base, financiamento ilegal de candidaturas políticas, corrupção e corporativismo. A disseminação do novo sindicalismo e do sindicalismo na atualidade foi associada principalmente à figura de Luiz Inácio Lula da Silva. Por fim, acredita-se que a análise dos dados, por meio do uso do quadro teórico das RS e, especificamente dos conceitos de ancoragem e objetivação, proporcionou um aprofundamento na história do sindicalismo e em suas significações e sentidos.
Trade union is an organization, which defends the rights and interests of workers. Unionism in Brazil was present at important historical moments of the country, such as in the Vargas coup, the military coup of 1964 and the movement of democratization and the so-called Diretas já (Direct Elections Now) movement. (BOITO JR, 2005). Thus, it is essential to analyze the historical, social, political and economic context in all its magnitude to understand the transformations of labor relations and the Brazilian trade union movement. There are several ways of unionism circulating within an organization and, similarly, in Brazilian society. Moreover, the media, integrated and attentive to the political, social and economic context, also builds and spreads meanings and values of trade unionism. Therefore, the present study aims to analyze the senses about the disseminated unionism in Veja magazine, the following historical periods: military dictatorship (1968-1985); 4th Republic or re-democratization (1985-1990); Globalization and Neoliberalism (1990- 2002); the Lula era and the present time (2003-2013). The choice of Veja magazine as a source of research is justified by its permanence, continuity and representation in the Brazilian context. The Theory of Social Representations was adopted as the basis for analysis. The methodological design was a qualitative approach. Desk research was carried out, where data collection strategy was used to consult the journalistic texts. 161 editions of Veja magazine were surveyed and 331 articles were selected for analysis. The collected data was sorted into 46 categories of analysis, which were later organized into 12 themes. The results indicated a plurality of senses disseminated by Veja magazine on trade unionism. During the military dictatorship, the labor relations of the time were considered as a factor in the resurgence of trade union struggle and the strengthening of trade unionism, and in turn, led to conflicts between the government and unions. The new unionism emerged during the military dictatorship with a radical and leftist stance and was strongly opposed by the dictatorial government, however, were inserted positively in a number of important entities and subject to political reopening and the implementation and development of democracy in Brazil. With the neoliberal movement, labor relations have been reported as a factor of union crisis. The unions, in some cases, had to accept the salary reduction for maintenance of employment. From that period on, there was an intensification of negative meanings attributed to labor unions nowadays, as peleguismo, union support for the government, abandoning the interests of the base, illegal funding of political candidates, corruption and corporatism. The spread of the new unionism and unionism today was mainly associated with the figure of Luiz Inacio Lula da Silva. Finally, it is believed that the analysis of the data, by using the theoretical framework of the RS and specifically the anchoring concepts and objectification, brought and insight into the history of trade unionism and in its meanings and senses.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8975
Aparece nas coleções:PPGADM - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9078_Dissertação Guilherme Gustavo.pdf2.17 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.