Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8998
Título: Ficções de uma autonomia possível
Autor(es): SANTOS, J. C.
Orientador: LEAO, A.
Data do documento: 30-Ago-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SANTOS, J. C., Ficções de uma autonomia possível
Resumo: Este trabalho problematizou o conceito de autonomia e as suas relações na Reforma Psiquiátrica. Inicialmente a questão era a produção de autonomia vinculada a participação nos espaços políticos e sociais do Movimento da Luta Antimanicomial. Mas, a naturalização do conceito e os equívocos produzidos pelas suas diversas concepções operou uma distinção nas formas como comparece no contexto da Reforma Psiquiátrica. Nesse sentido, o tomamos como um dispositivo inserido no diagrama da loucura, e então, buscamos na definição de Spinoza a linha de abertura para os modos de subjetivação. O campo da pesquisa consistiu na escuta de dois usuários dos serviços de saúde mental participantes de movimentos sociais. As entrevistas abertas a uma dimensão ficcional produziu articulações entre as histórias ouvidas e a ficção para dar passagem a afetos e sensibilidades de um modo potente de vidas que prescinda de relações manicomiais. A partir da percepção de movimentos endurecidos no momento de análise das entrevistas abrimos mão da discussão voltada aos espaços do Movimento da Luta Antimanicomial para discutir a autonomia por meio da emergência de singularizações. A posição ética-metodológica da pesquisa orientada pela prática cartográfica afirma a investigação como produção de conhecimento, e também, possibilidade de novos modos de subjetivação pela intervenção produzida na realidade que circunda a pesquisa.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8998
Aparece nas coleções:PPGPSI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10304_Julia Carvalho.pdf1.47 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.