Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9002
Título: Versando com um grevear entre políticas de expansão no IFES
Autor(es): Martins, Giselly Ferreira
Orientador: Heckert, Ana Lúcia Coelho
Coorientador: Carvalho, Silvia Vasconcelos
Data do documento: 11-Fev-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Esta dissertação aborda as práticas de grevear que emergem em meio ao processo de expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica no Espírito Santo. Grevear, neste trabalho, é entendido como um êthos que produz interferência nas práticas de gestão, nas condições de trabalho e nos processos de formação em curso na Educação Profissional. A pesquisa foi realizada com trabalhadores do IFES, por meio da realização de 10 entrevistas pautadas em um roteiro semiestruturado aberto à intervenção dos participantes. Essas entrevistas visaram acessar a experiência de grevear tecida por trabalhadores do IFES e permitiram perceber que o modo como a expansão da Rede Federal de Educação Profissional vem sendo efetuada tem produzido precarizações e sucateamentos que, por sua vez, são efeitos da expansão de políticas de privatização da educação pública que transfere recursos públicos para entidades privadas. A experiência do grevear interfere nos tempos acelerados à toque de caixa, realizando paradas em movimentos privatizantes e performáticos e se constitui também como prática de cuidado. Os relatos dos trabalhadores do IFES apontam que grevear é produzir momentos de desutilidade nas políticas performáticas que circulam pelas escolas públicas.
This dissertation approaches the grevear practices which emerge amid the expansion process of the Federal Network of Professional Education, Science and Technology in Espirito Santo. Grevear, in this work, is seen as an ethos that produces interference in management practices, working conditions and ongoing training processes in Professional Education. The survey was made with IFES workers, by conducting 10 interviews guided in a semi-structured script open to the intervention of the participants. These interviews aimed to access the grevear experience developed by IFES workers and they allowed to perceive that the way the expansion of the Federal Network of Professional Education has been carried out has been producing precariousness and a state of dereliction which, in turn, are effects of the expansion of privatization policies of public education, that transfers public resources to private entities. The grevear experience interferes in the accelerated times, making stops at privatizing and performative movements and constituting itself as care practice as well. The reports of IFES workers point out that grevear is to produce moments of disutility in the performative policies that circulate in the public schools.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9002
Aparece nas coleções:PPGPSI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_10365_Giselly.pdf783.63 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.