Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9031
Título: Práticas sociais de profissionais da atenção primária à saúde em atendimentos grupais
Autor(es): Cantarela, Luana
Orientador: Souza, Luiz Gustavo Silva
Palavras-chave: Práticas sociais
Atendimento grupal
Promoção da Saúde
Sistema Único de Saúde
Data do documento: 26-Mar-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: CANTARELA, Luana. Práticas sociais de profissionais da atenção primária à saúde em atendimentos grupais. 2018. 145 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Ciências Humanas e Naturais.ANTARELA, L., Práticas sociais de profissionais da Atenção Primária à Saúde em atendimentos grupais.
Resumo: Luana, C. (2018). Práticas sociais de profissionais da atenção primária à saúde em atendimentos grupais. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória, Espírito Santo. A pesquisa relatada buscou analisar práticas sociais de profissionais de saúde da Atenção Primária à Saúde em atividade de coordenação de atendimentos em grupo em Unidade de Saúde. Foram realizados dois estudos. O primeiro apresenta resultados obtidos por meio de entrevistas semiestruturadas com sete profissionais, analisadas através da Análise de Conteúdo Temática. Foram identificados 139 temas e 19 categorias. Observa-se, no discurso produzido pelos profissionais, elementos sobre elaboração, execução e avaliação dos atendimentos em grupos que vão ao encontro das diretrizes do Sistema Único de Saúde e pontos que se afastam do que é preconizado por teorias em psicologia de grupo e pelas políticas de saúde. O segundo estudo mostra resultados obtidos através de dezoito sessões de observação participante de seis atendimentos em grupo, de três Unidades de Saúde. Foi empregada a Análise de Conteúdo Temática e os grupos foram inseridos em três categorias: 1) Atividades manuais como favoráveis à promoção da saúde; 2) Grupo como espaço de orientações e organização de demanda; 3) Grupo como espaço de escuta e expressão. Observou-se, a presença de práticas de orientação normativa em saúde, o 8 predomínio do modo aula na condução dos grupos pelos profissionais, tendo os grupos se aproximado do modelo restrito-biológico. Apenas um grupo indicou maior abertura para escuta e expressão dos usuários. Foi possível observar que enquanto o discurso dos profissionais se aproximava das orientações sobre condução de grupos das políticas de saúde, em suas práticas, os profissionais tendiam a adotar comportamentos que se afastavam de tais orientações.
The research sought to analyze the social practices of primary health care professionals working in the coordination of group visits at the Health Unit. Two studies were carried out. The first presents results obtained through semi-structured interviews with seven professionals analyzed through the Thematic Content Analysis. A total of 139 themes and 19 categories were identified. It is observed in the discourse produced by the professionals, elements on the elaboration, execution, and evaluation of care in groups that meet the guidelines of the Unified Health System and points that deviate from what is advocated by theories in group psychology and by policies of health. The second study shows results obtained through eighteen participant observation sessions and six group visits of three Health Units. The Thematic Content Analysis was used and the groups were inserted into three categories: 1) Manual activities as conducive to health promotion; 2) Group as an orientation space and demand organization; 3) Group as a space for listening and expression. It was observed the presence of normative practices in health, the predominance of the classroom mode in the conduction of the groups by 10 professionals, and the groups approached the restricted-biological model. Only one group indicated greater openness for listening and expression of users. It was possible to observe that while the professionals' discourse approached orientations on the conduction of health policy groups, in their practices professionals tended to adopt behaviors that deviated from such guidelines.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9031
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_10285_Versão capa dura dissertação Luana.pdf920.65 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.