Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9036
Título: Comparações Sociais e Preocupações Posicionais: Um Estudo Exploratório com Estudantes Universitários Brasileiros
Autor(es): MORAES, L. G.
Orientador: TOKUMARU, R. S.
Palavras-chave: Bens Posicionais
Preocupações Posicionais
Comparações Soci
Data do documento: 20-Ago-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: MORAES, L. G., Comparações Sociais e Preocupações Posicionais: Um Estudo Exploratório com Estudantes Universitários Brasileiros
Resumo: Diversos estudos evidenciam o papel de comparações sociais no comportamento e na tomada de decisão humanos, com uma crescente contribuição de perspectivas evolucionistas para este debate. O caráter posicional de um item designa o quanto seu valor depende de comparações com aquilo que é possuído pelas demais pessoas em determinado contexto. Itens cujo valor depende fortemente dessas comparações são denominados "bens posicionais" e itens que dependem menos destas, são chamados "bens não posicionais". O presente estudo teve por objetivo realizar uma investigação exploratória, entre jovens universitários brasileiros, acerca da importância de preocupações posicionais em situações de escolha envolvendo diversos itens (bens, atributos ou perdas) e a relação entre as decisões observadas e variáveis socioeconômicas que caracterizam os participantes. O estudo se dividiu em duas etapas. A primeira, com objetivo de avaliar a compreensão do instrumento em uma amostra de estudantes universitários capixabas. Na Etapa 2 buscou-se formar uma amostra com participantes das cinco regiões do país, e utilizar um instrumento modificado a partir dos resultados encontrados na Etapa 1. Os instrumentos foram formados por um questionário cujos itens apresentavam ao participantes uma escolha entre dois mundos: em um deles o participante possuiria maior valor do respectivo item do que as demais pessoas em seu contexto (a alternativa posicional); no outro mundo, o valor possuido por todos seria maior do que na alternativa posicional, mas o participante possuiria menores valores do que as demais pessoas. Nas duas etapas verificou-se maior preferência pela alternativa posicional em itens relacionados à Inteligência Própria ou de um Filho, à Atratividade Própria ou de um Filho e à Renda, resultados que se aproximam daqueles obtidos em países ocidentais. Também foram observadas diferenças entre homens e mulheres, entre faixas de renda e entre participantes que trabalham e não trabalham ainda não constatadas na literatura. Os resultados corroboram a importância do contexto dos participantes para a determinação do valor posicional dos diversos itens, evidenciam a importância de perspectivas evolucionistas para este campo de estudo e sugerem novas possibilidades de investigação no contexto brasileiro.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9036
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_4856_Dissertação Leandro - Comparações sociais e preocupações posicionais - final.pdf1.19 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.