Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9045
Título: Juventude e violência na compreensão de jovens : um estudo de representações sociais
Autor(es): Cruz, Suzyelaine Tamarindo Marques da
Orientador: Rosa, Edinete Maria
Coorientador: Coutinho, Sabrine Mantuan dos Santos
Data do documento: 15-Abr-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Objetivou-se compreender as representações sociais de violência e suas relações com a juventude para jovens. Para a coleta utilizamos dois instrumentos: questionário com questões sociodemográficas e de associação livre; e roteiro de entrevista semiestruturada. 308 jovens universitários responderam ao primeiro instrumento e 14 ao segundo. Os participantes foram abordados em instituições superiores de ensino da cidade de Vitória/ES. A representação de jovem foi ancorada na percepção tradicional de juventude. A juventude foi caracterizada como um período de preparação para o futuro, no qual os jovens dispõem de certa liberdade para fazer quase tudo que desejam, desde que não esquecem suas obrigações. As falas expressam o jovem autor de violência objetivado na figura do menino negro, morador da favela, que condiz com o estereótipo do criminoso exposto nos noticiários. As estratégias preventivas apontadas foram direcionadas aos jovens de classes populares. Investir na qualidade educacional foi a principal estratégia citada para impedir que o jovem ingresse em caminhos que levem à violência.
This study sought to comprehend the social representations of violence and their relationships with youth for young people. Two instruments were used for data collection: a questionnaire composed by free association as well as sociodemographic questions; and a semi-structured interview model. 308 young university students answered to the first instrument and 14 answered to the latter. The participants were approached in institutions of higher education located in Vitoria/ES. The representation of young people was anchored by the traditional perception of youth. Youth was characterized as a period of preparation for the future in which young people have a certain freedom to do almost everything they desire, as long as their obligations are not denied. The testimonies express and objectify a young person that commits violence in the figure of a black boy who lives in a slum area, matching the stereotype of criminals featured in the news. The prevention strategies identified were directed to young people of low income class. Investing in educational quality was the main strategy cited to avert young people from engaging in paths that lead to violence.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9045
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_8625_dissertação Suzyelaine Cruz.pdf
  Restricted Access
1.76 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.