Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9079
Título: O Cotidiano dos Trabalhadores da Unidade de Internação Pediátrica de um Hospital Universitário e a Síndrome de Burnout
Autor(es): FREITAS, G. K. F.
Orientador: MOULIN, M. G. B.
Palavras-chave: Psicologia do Trabalho
Saúde do Trabalhador
Organização
Data do documento: 29-Ago-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: FREITAS, G. K. F., O Cotidiano dos Trabalhadores da Unidade de Internação Pediátrica de um Hospital Universitário e a Síndrome de Burnout
Resumo: O estudo busca compreender os modos de viver o trabalho, os elementos relacionados ao trabalho e a saúde dos profissionais de saúde de uma unidade de internação pediátrica. O trabalho em saúde vem atravessando, ao longo das últimas décadas, um intenso processo de transformação, com repercussões na saúde física e mental desses trabalhadores. Foi realizado um estudo utilizando a combinação dos métodos quantitativo e qualitativo, buscando compreender os elementos da situação de trabalho que interferem nos processos de trabalho e na saúde do trabalhador que possam contribuir para o desencadeamento (ou não) da síndrome de burnout. A pesquisa adotou uma abordagem qualitativa ao utilizar estratégias de observação participante, entrevistas individuais, questionário sóciodemográfico e o MBI para avaliação das dimensões de burnout. A análise dos dados foi fundamentada no método de interpretação dos sentidos. Os resultados indicaram baixos níveis de risco para desenvolvimento de burnout, sustentados por elementos positivos da organização de trabalho que permeiam o trabalho no setor. As relações de confiança e cooperação, embora não isentas de conflitos, parecem auxiliar no equilíbrio entre o trabalho e a saúde dos trabalhadores. Nesta dinâmica, incluem-se o valor social, o reconhecimento e a satisfação em cuidar de crianças. A despeito das dificuldades frente à precariedade dos recursos e da baixa resolutividade da gestão na resolução desses problemas, os trabalhadores conservam o sentido do trabalho e um saber-fazer em seu cotidiano, que tem favorecido positivamente a relação entre o trabalho e a saúde.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9079
Aparece nas coleções:PPGP - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_5100_TESE DE DOUTORADO[VERSÃO ENCADERNAÇÃO].pdf1 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.