Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9079
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorMoulin, Maria das Graças Barbosa-
dc.date.accessioned2018-08-01T23:42:11Z-
dc.date.available2018-08-01-
dc.date.available2018-08-01T23:42:11Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/9079-
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleO cotidiano dos trabalhadores da unidade de internação pediátrica de um hospital universitário e a Síndrome de Burnoutpor
dc.typedoctoralThesiseng
dc.subject.udc159.9-
dc.subject.br-rjbnBurnout (Psicologia)por
dc.subject.br-rjbnPsicologia industrialpor
dc.contributor.memberRamos, Andréia Aparecida de Miranda-
dc.contributor.memberJardim, Silvia Rodrigues-
dc.contributor.memberBorges, Luiz Henrique-
dc.contributor.memberAvellar, Luziane Zacché-
dcterms.abstractO estudo busca compreender os modos de viver o trabalho, os elementos relacionados ao trabalho e a saúde dos profissionais de saúde de uma unidade de internação pediátrica. O trabalho em saúde vem atravessando, ao longo das últimas décadas, um intenso processo de transformação, com repercussões na saúde física e mental desses trabalhadores. Foi realizado um estudo utilizando a combinação dos métodos quantitativo e qualitativo, buscando compreender os elementos da situação de trabalho que interferem nos processos de trabalho e na saúde do trabalhador que possam contribuir para o desencadeamento (ou não) da síndrome de burnout. A pesquisa adotou uma abordagem qualitativa ao utilizar estratégias de observação participante, entrevistas individuais, questionário sóciodemográfico e o MBI para avaliação das dimensões de burnout. A análise dos dados foi fundamentada no método de interpretação dos sentidos. Os resultados indicaram baixos níveis de risco para desenvolvimento de burnout, sustentados por elementos positivos da organização de trabalho que permeiam o trabalho no setor. As relações de confiança e cooperação, embora não isentas de conflitos, parecem auxiliar no equilíbrio entre o trabalho e a saúde dos trabalhadores. Nesta dinâmica, incluem-se o valor social, o reconhecimento e a satisfação em cuidar de crianças. A despeito das dificuldades frente à precariedade dos recursos e da baixa resolutividade da gestão na resolução desses problemas, os trabalhadores conservam o sentido do trabalho e um saber-fazer em seu cotidiano, que tem favorecido positivamente a relação entre o trabalho e a saúde.por
dcterms.abstractThis study investigates how the occupational environment of a pediatric ward is experienced by health professionals and to what extent it affects their well-being and overall health. Over the last decades, health care work has undergone a dramatic transformation and these changes have negatively affected the physical and mental health of health care professionals. Using a qualitative framework, this research aimed at identifying health threats and potential triggers of burnout in occupational environment. Qualitative methods -participant observation, interviews and field notes- were used to validate responses on quantitative instruments - sociodemographic questionnaire and MBI, which was used to assess the dimensions of burnout. Data analysis was grounded on interpretation of meaning methodology. The results indicated low risk for burnout, which may be due to the positive aspects in the working environment of the pediatric ward of the academic hospital. Although not-conflict-free, overall positive relationships, marked by trust and cooperation, seem to have contributed to the satisfactory balance found between work environment and workers’ health. To this it should be added the social acknowledgment of the work and value of health care professionals, together with their sense of self-accomplishment in caring for children. Although they have to face the consequences of underfunding and low governance standards, health professionals maintain a positive view of their work while effectively responding to the daily challenges they face, thus keeping a good balance between work and occupational health.eng
dcterms.creatorFreitas, Grace Kelly Filgueiras-
dcterms.formatapplication/pdfpor
dcterms.issued2014-08-29-
dcterms.subjectPsicologia do Trabalhopor
dcterms.subjectSaúde do Trabalhadorpor
dcterms.subjectOrganização do trabalhopor
dcterms.subjectSíndrome de Burnoutpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Psicologiapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqPsicologiapor
dc.publisher.courseDoutorado em Psicologiapor
Aparece nas coleções:PPGP - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5100_TESE DE DOUTORADO[VERSÃO ENCADERNAÇÃO].pdf1 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.