Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9085
Título: As Mulheres da Ilha das Caieiras: Relacionamento Interpessoal e Cooperação na Formação e Funcionamento de uma Cooperativa
Autor(es): MIRANDA, R. F.
Orientador: GARCIA, A.
Data do documento: 5-Ago-2009
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: MIRANDA, R. F., As Mulheres da Ilha das Caieiras: Relacionamento Interpessoal e Cooperação na Formação e Funcionamento de uma Cooperativa
Resumo: O relacionamento interpessoal nas organizações ainda é uma área pouco investigada. O presente trabalho teve como objetivo descrever e analisar aspectos dos relacionamentos interpessoais, com ênfase no processo de cooperação, entre as participantes de uma cooperativa de produção da Ilha das Caieiras, na cidade de Vitória, Espírito Santo, buscando compreender o desenvolvimento histórico e a situação atual desses relacionamentos. Participaram da pesquisa 12 mulheres cooperadas. Os dados da pesquisa foram obtidos por meio de entrevistas semi-estruturadas com as participantes e observação das instalações e da rotina de trabalho na cooperativa, de outubro de 2006 a maio de 2007. As entrevistas foram gravadas e transcritas e os dados de observação sobre o funcionamento da cooperativa, as atividades nela desenvolvidas e o relacionamento entre as cooperadas foram registrados em um diário de campo. A cooperativa estudada tem suas bases na tradição da culinária capixaba. Os dados foram analisados por análise de conteúdo e organizados de acordo com o referencial teórico de Robert Hinde. A discussão parte da caracterização dos relacionamentos, discutindo os tipos de relacionamento presentes: familiares, na comunidade e no trabalho, em seus aspectos históricos e contemporâneos, e algumas dimensões desses relacionamentos: cooperação, reciprocidade, confiança, comunicação, conflito e satisfação. Tendo como ponto focal os relacionamentos, foram discutidas suas relações com o ambiente físico (micro e macro ambiente), a estrutura sócio-cultural (incluindo as tradições culturais alimentares, as tradições ligadas ao trabalho e as tradições familiares), os grupos e a sociedade mais ampla. São destacados três pontos em relação ao histórico e à situação contemporânea dos relacionamentos: a) uma história de sobreposição de diferentes formas de relacionamento: familiar, comunitária e de trabalho; b) a transposição de padrões de relacionamento familiares e comunitários para as relações de trabalho; c) a necessidade de um amplo planejamento de treinamento para o desenvolvimento interpessoal e organizacional.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9085
Aparece nas coleções:PPGP - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_528_.pdf1.68 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.