Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9097
Título: A Prática do Plantão Psicológico na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM): Uma Experiência a partir da Acontecência do Cuidado
Autor(es): LIMA, D. F.
Orientador: ANDRADE, A. N.
Palavras-chave: Plantão psicológico
acontecência
cuidado
prática psicológ
Data do documento: 5-Set-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: LIMA, D. F., A Prática do Plantão Psicológico na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM): Uma Experiência a partir da Acontecência do Cuidado
Resumo: LIMA, D. F. A Prática do Plantão Psicológico na Delegacia Especializada deAtendimento a Mulher: uma experiência a partir da acontecência do cuidado.2012. 211 f. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2012. A presente investigação tem por objetivo compreender os sentidos da prática do plantão psicológico nas Delegacias Especializadas em Violência contra mulher (DEAM). O plantão foi realizado nas DEAM‟s de Juazeiro-BA e Petrolina-PE, ambos inseridos como atividades ligadas ao estágio obrigatório do curso de psicologia da Univasf. Nesse contexto, o plantão psicológico, como modalidade da prática psicológica, é aqui tomado a partir de uma leitura fenomenológica existencial. A partir da perspectiva metodológica hermenêutica de Gadamer (2002) e analítica do sentido de Critelli (1996), tomou-se por base a experiência das intervenções do plantão, no período de oito meses, registradas principalmente nos diários de bordo de 07 alunos concluintes do curso de psicologia e do seu professor orientador, como corpus dessa pesquisa. Promoveu-se um diálogo com os mesmos, o qual possibilitou a construções de compreensões sobre como se apresenta modalidade prática do plantão. A partir da análise, compreendeu-se que o plantão caracteriza-se por intervenções clínicas de acolhimento por meio da escuta, do cuidado e de ações clinicas não entendidas como técnicas modernas. Visa possibilitar o trânsito daquele que procura o plantão em sua dimensão ôntico-ontológica e suas respectivas apropriações. Visa co-construir espaços de criação de sentido/significados a partir da linguagem como clareira na qual se dá acontescência do cuidado. Apropriar-se do plantão como espaço de mudança parece acrescentar novas formas de se situar frente ao seu próprio existir constituindo outros ethos a partir de sua condição de ser-aí.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9097
Aparece nas coleções:PPGP - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_6088_TESE DE DARLINDO FERREIRA DE LIMA.pdf1.08 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.