Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9118
Título: Efeitos climáticos em assembleias macrobentônicas de um estuário tropical da ecorregião marinha leste do Brasil
Autor(es): Gomes, Luiz Eduardo de Oliveira
Orientador: Bernardino, Angelo Fraga
Data do documento: 20-Abr-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Espera-se que as alterações climáticas e a intensificação das inundações e secas alterem significativamente os ecossistemas marinhos. Compreender os efeitos de secas e inundações nos estuários é de extrema importância para compreender os impactos climáticos potenciais em assembleias bentônicas. O estuário Piraque-Açú-Mirim é um ecossistema relativamente bem preservado localizado na Ecorregião Marinha do Leste Brasileira, e foi utilizado como um estudo de caso para a compreensão de variações sazonais e sua influência sobre as assembleias bentônicas. O monitoramento do estuário do Piraquê-Açú-Mirim é um dos mais extensos nos estuários brasileiros (n = 14 meses), sendo vantajoso pois o estuário está em uma área com evidente decréscimo na precipitação média anual durante a última década. Aqui apresentamos um monitoramento temporal (meses) de precipitação, salinidade e temperatura da água, e sedimentos na região estuarina, cujo objetivo foram i) identificar mudanças temporais em sedimentos e assembleias bentônicas no estuário Piraque-Açú-Mirim; e ii) relacionar a influência potencial do evento de seca às propriedades sedimentares e da macrofauna. Nossa hipótese é que as assembleias bentônicas seriam diferentes ao longo do tempo e entre as zonas halinas respondendo a mudanças na salinidade e temperatura da água. As zonas halinas foram definidas de acordo com dados ambientais anteriores do estuário e coletas pilotos feitas com data logger de condutividade/temperatura (OnSet) e multiparâmetro. Um evento de El-Niño ocasionou um intenso período seco entre os anos de 2015-2016, com drástica redução nas taxas de precipitação anual durante um dos mais fortes El-Niño registrados desde 1950. A salinidade e a temperatura em cada zona halina (euhalina e polihalina) entre as marés de sizígia e quadratura foram diferentes. O padrão temporal de salinidade e temperatura das zonas euhalina e polihalina do estuário Piraquê-Açú-Mirin modificaram entre os períodos de Seca e Chuvoso no ano de 2015 se comparados com o período de Seca em 2016, resultando em menores oscilações diárias na salinidade e temperatura estuarina. O conteúdo de lama ao longo do ano de 2015 foi significativamente menor que os observados durante o período de Seca em 2016 (~ 100%). A clorofila a nas estações Seca e Chuvoso 2015 foi significativamente maior que durante a estação Seca 2016. A intrusão da água marinha nas zonas polihalinas no estuário Piraquê-Açú-Mirim provavelmente contribuiu para o aumento do teor de lama nas zonas euhalina e polihalina. Durante o monitoramento do estuário do Piraquê-Açú-Mirim as assembleias bentônicas nas zonas euhalina e polihalina foram dominadas pelos mesmos poucos táxons (Magelonidae, Sternaspidae e Capitellidae). Porém, foram observadas mudanças na composição dos demais táxons menos abundantes e provavelmente menos tolerantes. Dentre as variáveis sedimentares, o teor de lama foi o principal fator que contribuiu para as mudanças temporais das assembleias bentônicas, e provavelmente evidencia mudanças no perfil salino estuarino. Temperatura da água esteve relacionada a mudanças na riqueza e equitabilidade J’ das assembleias bentônicas, e com mudanças na composição das assembleias do estuário PiraquêAçú-Mirim. Nossos resultados corroboram que a temperatura influencia mudanças nas assembleias bentônicas durante a seca, bem como a diminuição da diversidade e densidade de taxons dominantes no estuário Piraquê-Açú-Mirim. Ainda são necessários estudos para melhor compreender a relação entre as variáveis dependentes climáticas (ex. salinidade e temperatura) e assembleias bentonicas, bem como os fatores que controlam sua variabilidade. Projetos de monitoramento de longo prazo ainda são necessários, especialmente em países subdesenvolvidos e em desenvolvimento. No caso do Brasil, estes estudos, são essenciais para melhor gerir importantes sistemas, como o estuário do Piraquê-Açú-Mirim e as baías de Todos os Santos e Paranaguá versus as tendências causadas pelo iminente aumento da intensidade e freqüência das secas no século atual.
Climate change and the intensification of floods and droughts events are expected to significantly alter marine ecosystems. Understand the effects of droughts and floods on estuaries are of utmost importance to understanding the potential climate impacts on estuaries. The Piraque-AçúMirim estuary is a relatively well-preserved ecosystem located in the Eastern Brazilian Marine Ecoregion, and was used as a case study for the understanding of seasonal variations and their influence on benthic assemblages. The monitoring of the Piraquê-Açú-Mirim estuary is one of the most extensive of Brazilian estuaries (n=14 months) and advantageous because the estuary is in an area with evidence of significant decrease in annual average rainfall over the last decade. Here we present a temporal (months) monitoring of precipitation, salinity and temperature of water, and sediments in the estuarine region, whose objective is i) identify temporal changes in sediments and benthic assemblages in the Piraque-Açú-Mirim estuary; and ii) relate the potential influence of the drought event to the sedimentary and macrofaunal properties. Our hypothesis is that macrofaunal assemblages would be different over time and between haline zones responding to changes in salinity and water temperature. Haline zones were defined according to previous environmental data from the estuary and pilot samples with the data logger conductivity/temperature (OnSet) and multiparameter. An El Niño event caused an intense dry season between the years 2015-2016, with drastic reductions in annual precipitation rates during one of the strongest El-Niño recorded since 1950. Salinity and temperature at each haline zone (euhaline and polyhaline) were different between spring and neap tide tides. Temporal pattern of salinity and temperature in the Piraquê-Açú-Mirin estuary changes from dry and wet seasons of 2015 compared to dry season of 2016 resulting in lower daily oscillations in salinity and temperature of the estuary. Mud content throughout the year 2015 was significantly lower than those observed during the Drought season in 2016 (~ 100%). Chlorophyll-a in dry and wet seasons of 2015 were significantly higher than during dry season of 2016. Marine water intrusion in polyhaline zones in the Piraquê-Açú-Mirim estuary likely contributed to the increase of mud content at both euhaline and polyhaline zones. During the monitoring of the Piraquê-Açú-Mirim estuary the benthic assemblages in euhaline and polyhaline zones were dominated by the same few taxa (Magelonidae, Sternaspidae and Capitellidae). However, changes in the composition of the other less abundant and probably less tolerant taxa were observed. Mud content was the main factor that contributed to the temporal changes of the benthic assemblages, and probably shows changes in the estuarine saline profile. Water temperature was related to changes in richness S and Pielou J’, and to changes in the composition of the assemblages of the Piraquê-Açú-Mirim estuary. Our results corroborate that temperature influence changes in benthic assemblages during drought, as well as the reduction of diversity and density of dominant taxa in the Piraquê-Açú-Mirim estuary. Further studies are need to better understand the relationship between climatic dependent variables (e.g. salinity and temperature) and benthic assemblages, as well as the factors controlling their variability. Long-term monitoring projects are still required, especially in underdeveloped and developing countries. In the case of Brazil, these studies are essential to better manage important systems, such as the PiraquêAçú-Mirim estuary and the bays of Todos os Santos and Paranaguá versus the trends caused by the imminent increase in intensity and frequency of droughts in the current century.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9118
Aparece nas coleções:PPGOAM - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_10146_LuizGomes-2017_Dissertacao_PPGOam.pdf1.72 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.